SEGUIDORES

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

1º DIA DO 12º SEMINÁRIO DO GRUPO ESPÍRITA AVE LUZ

O Grupo Espírita Ave Luz - GEAL, sempre em busca de estabelecer a melhor da sintonia com o Movimento Espírita, estará dando início hoje, 02/10, ao seu 12º Seminário. Nesta edição, com o tema “A valorização da vida segundo Jesus e de Kardec”, em harmonia com os anseios sociais da modernidade, quer instigar reflexões com o auxílio de palestras e da arte espírita. Momentos de debate e meditação não faltarão. A missão será, neste contexto, disseminar conhecimento embasado em Jesus e Kardec e favorecer a troca de ideias ou absorção consciente e intencional delas. Serão três dias de confraternização e aprendizado. Quarta (02), com Sandra Araújo, abordando o tema central; Quinta (03), com Allan Denizard e o subtema “Compreensão e consequências espirituais sobre os abortados”; Sábado à tarde, roda de conversa com Roberto Caldas a partir dos subtemas Quando começa a vida? Aborto de Anencéfalo, Pílula do dia seguinte, D.I.U – Dispositivo Intrauterino e muitos outros. Sábado à noite, Cicero Magerlanio encerra com o subtema “Suicídio! Solução para seus problemas?” Você, sua família e amigos estão todos convidados a prestigiar.

PROGRAMAÇÃO 12º SEMINÁRIO DO GRUPO ESPÍRITA AVE LUZ


QUARTA-FEIRA, 02/10

19h30 – Acolhimento/Recepção
19h45 – Abertura: Prece e Mensagem

19h50 – Palestra: 

A VALORIZAÇÃO DA VIDA SEGUNDO JESUS E KARDEC

Expositora: Sandra Araújo (Centro Espírita Lar dos Humildes)


20h40 – Intervalo/Feira de Livros/Cantina
21h10 – Espaço para perguntas e respostas

21h30 – Encerramento/



A história de vida que deu origem a uma luta

10/02/2013
Filme "Eu, Vitória" reconstitui os dramas e alegrias de um jovem casal pais de um bebê 
anencéfalo



A vida, assim como o amor, transcendem o tempo. Pelo menos essa é a sensação que se tem ao conversar com o casal paulista Marcelo e Joana Croxato, protagonistas do documentário "Eu, Vitória", cujo lançamento acontece às 20h, na Livraria Cultura. Desafiando o discurso médico, o casal preferiu ser guiado por um misto de amor e respeito ético à vida, deixando que a gravidez da primeira filha, Vitória de Cristo, mesmo diagnosticada, na 11ª semana da gravidez, com anencefalia, caracterizada pela ausência total ou parcial do encéfalo, tivesse uma gestação completa. Com duração de 20 minutos, o filme retrata com delicadeza o drama vivido pelo casal, pais de primeira viagem que enfrentaram com coragem a tarefa, aceitando o curso natural da vida.



Cenas do filme "Eu, Vitória", dirigido pelo cineasta cearense Glauber Filho para a Estação Luz Filmes

A direção é do cineasta Glauber Filho e a obra será apresentada pela primeira vez em Fortaleza, após ter sido mostrada no Terceiro Festival de Cinema Transcendental, em Brasília. Ao término da exibição, o casal vai falar sobre o tema com o público presente. Mais do que relatar a experiência vivida, Joana Croxato, grávida de quatro meses do segundo filho, deseja informar sobre o tema que ainda é visto com preconceito. Vitória de Cristo nasceu em janeiro de 2010, vivendo e alegrando os pais por dois anos e meio. Os jovens não hesitam em dizer que foram os dias mais felizes que tiveram. Passado o luto, o casal realiza uma verdadeira cruzada em defesa da vida, independente de tempo.

Na memória, o amor permanece e ela será a nossa primeira filha, dizem, afirmando que "fariam tudo infinitas vezes". A criação do blog www.acraniaeanencefalia.com.br foi a maneira que o casal encontrou para compartilhar a experiência e informar sobre o tema. Aos poucos, a discussão está saindo do espaço virtual para o mundo real, mediante a realização de encontros. O importante é esclarecer que o diagnóstico de anencefalia não significa que a mãe não possa viver, de maneira digna, todas as etapas da gravidez.

No entanto, é preciso conscientização tanto por parte dos médicos quanto dos pais e da sociedade em geral. Uma idealização da Estação Luz Filmes e Movida, a produção do vídeo que, em breve, poderá ser acessado pelo You Tube, contou com a parceria da LBV Filmes, de São Paulo. Uma história emocionante que relata o cotidiano de um jovem casal que viu um sonho interrompido. O vídeo traz à tona, também, a discussão sobre o aborto de bebês anencéfalos.

Diferente

O amor de pai e mãe misturou-se ao desejo de ver o rosto da pequena Vitória de Cristo, que na 11ª semana de gestação, um exame de ultrassonografia mostrou que não havia sido localizada a calota craniana. A investigação sinalizava que Joana Croxato iria gerar um bebê com anencefalia. "Inicialmente, a gente tomou um susto", afirma com ternura, uma vez que esse tipo de malformação é incompatível com a vida. Daí, o drama que os pais passam a viver, justamente por não ser preciso saber quanto tempo de vida a criança terá. Mesmo diante dessa incerteza, o casal decidiu que iria "dar dignidade independente do tempo que viria viver fora do útero".

A jovem mãe chama a atenção para o vínculo que as mães criam com o feto, desde o momento em que a gravidez é confirmada. Além de existir sempre a dúvida de que o diagnóstico poderá mudar, tudo isso contribuiu para que a o casal fosse buscar conselhos com outros médicos. "A gestação foi muito tranquila", lembra, afirmando que conseguiu completar os nove meses, e Vitória de Cristo veio ao mundo em janeiro de 2010. "Decidimos amá-la de forma incondicional e ela transformou nossas vidas", relata com emoção Marcelo Croxato.

O casal diz que o único pensamento era o bem-estar da filha. Por isso, consultou vários médicos, sendo que dois deles indicaram que a melhor saída seria o aborto. "Foram bem parciais mesmo", recorda o jovem pai. Assim, Joana e Marcelo preferiram acatar a orientação do primeiro especialista, que concordou com a decisão do casal de seguir adiante com a gravidez. O casal questiona a perda de valores e de quanto vale uma vida. "Não importa se vai viver pouco tempo", diz Marcelo Croxato, criticando essa visão simplista em torno da vida e dos seus valores.

A coragem do jovem possibilitou que a filha vivesse dois anos e meio, proporcionando uma relação intensa com a criança, que adorava receber carinho na cabeça, conta. Com carinho, mostram o blog com fotos e depoimentos. Alguns prós, outros, contra, não importa. O que conta mesmo é a verdadeira cruzada que os pais estão fazendo no sentido de conscientizar casais que passam por problema semelhante. "Fomos acolhidos", diz Joana Croxato, afirmando que essa é uma forma de retribuir o carinho que receberam, que funcionou como um conforto.

Blog

O Grupo Vida Acrania e Anencefalia é materializado no blog que tem a finalidade de prestar apoio às mães que recebem o diagnóstico dessas malformações. "O blog foi criado logo que a Vitória nasceu", recorda a mãe, completando que a filha passou cinco meses internada, sendo submetida a uma cirurgia aos quatro meses. Depois de um ano da partida de Vitória de Cristo, que teve um sepultamento digno, e os pais puderam vivenciar todos os passos, da gestação ao luto, o casal parte para o segundo filho.

No entanto, não esquecem da primeira filha, que "era uma criança muito especial". Aos cinco meses a filha recebeu alta e foi morar com os pais, passando a ser a alegria da casa. "Passamos a acompanhar o dia a dia dela", diz a mãe. O contato com o diretor Glauber Filho foi por ocasião da votação no Congresso Nacional pela descriminalização do aborto de crianças anencefálicas. Joana Croxato deu seu depoimento e falou da história de sua primeira filha. O vídeo é uma homenagem ao milagre da vida.

Hoje, os pais dizem com satisfação, como demonstram no filme, que "foram os anos mais felizes". Conforme Marcelo Croxato, pode parecer até paradoxal, afirmando que viveria tudo outras infinitas vezes. De forma serena, o casal que passa uma ternura em cada palavra, faz da conscientização e da informação os principais ingredientes dessa luta. "As pessoas ainda enfrentam preconceito", revela Joana Croxato que defende que o assunto seja tratado de forma humanizada. Com o vídeo e o blog, o casal pretende promover a vida e informar.

Joana Croxato informa que é procurada por muitas mães que buscam informações e apoio para enfrentar o problema. "Elas chegam com medo e muitas dúvidas". A recomendação é de que as mães devem se envolver com o bebê e fazer um pequeno enxoval. O apoio médico é muito importante, completa. O vídeo não tem cunho comercial. A locação será gratuita em todas as lojas Distrivídeo.

Os interessados podem ter acesso gratuito ao DVD "Eu, vitória" mediante contato com a produtora Estação Luz Filmes, pelo telefone (85) 3244 1094.

Mais informações

Lançamento do vídeo "Eu, Vitória", baseado na história do casal Marcelo e Joana Croxato, que após a exibição, quarta, 2, às 20h, na Livraria Cultura, Rua Dom Luís, 1010, falará sobe o tema.

IRACEMA SALES
REPÓRTER


Nenhum comentário: