biofisica

SEGUIDORES

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

--> PORQUE A ÁGUA DO MAR É SALGADA ?


Por que a água do mar é salgada?
Durante centenas de milhões de anos, a chuva foi formando os rios - que, por sua vez, dissolveram rochas de diferentes períodos geológicos, nas quais o sal comum, cloreto de sódio (NaCl), é encontrado em abundância. Como todos os cursos d’água correm para o oceano, os mares ficam com quase todo o sal dissolvido nesse processo. Além disso, as partículas de cloro e de sódio suspensas na atmosfera também são levadas pela chuva, completando o processo. Ainda assim, a salinidade de uma massa de água depende principalmente de sua taxa de evaporação, que acaba determinando a concentração do sal. É por isso que lagos e açudes podem tornar-se salgados em regiões de muito calor, como ocorre no Nordeste brasileiro. Por essa mesma razão, os mares equatoriais são mais salgados que os polares. Os mais salgados do planeta são o Mar Morto, no interior da Ásia, e o Mediterrâneo. O menos salgado é o Mar Báltico, no norte da Europa, que, por causa do seu baixo teor de sal, chega a ficar congelado durante o inverno.
FONTE 1: http://mundoestranho.abril.com.br/ambiente/pergunta_285757.shtml
Por que a Água do Mar é Salgada?
No primeiros tempos de formação da Terra, esta era constituída por uma massa em fusão. À medida que foi arrefecendo, os elementos mais densos ficaram no centro e os menos densos migraram para a superfície, tendo alguns gases (oxigênio, hidrogênio, metano, vapor de água) escapado para formar uma atmosfera. Quando a Terra arrefeceu ainda mais, formou-se uma crosta sólida e o vapor de água condensou em grande parte, dando lugar aos oceanos. A água dos oceanos é salgada porque contém sais dissolvidos (com concentrações entre cerca de 33 e 37 g por cada quilograma de água do mar) que têm várias origens:
1. As rochas da crosta vão-se desgastando por erosão e há uma parte dissolvida desse material que é transportada para o oceano pelos rios
2. As erupções vulcânicas libertam substâncias voláteis (tais como dióxido de carbono, cloro e sulfato) para a atmosfera, uma parte das quais acaba por ser transportada com a precipitação diretamente para o oceano ou indiretamente através dos rios.
3. As erupções vulcânicas submarinas contribuem fortemente para os íons no oceano.
4. Para além destas fontes naturais, há sais que provêm de poluentes gasosos, líquidos ou sólidos.
Mas para além destas fontes de sais há também sumidouros que consomem parte dos sais dissolvidos: plantas e animais marinhos que usam sais (por exemplo, sílica, cálcio e fósforo) para construir os seus esqueletos ou conchas, sedimentos depositados no fundo do mar e que incorporam alguns sais (por exemplo, potássio e sódio), e ainda outros processos. Mas há um equilíbrio entre as fontes e os sumidouros pelo que a composição da água do mar é essencialmente constante.
FONTE 2: http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./agua/salgada/index.html&conteudo=./agua/salgada/artigos/salgada.html
Por que a água do mar é salgada?
Com mais de 70% da superfície da Terra coberta por água, é um paradoxo pensar que a escassez deste elemento já é realidade em muitas partes do Planeta. É que somente uma pequena parcela é formada por água doce. Enquanto não existe uma forma barata de tornar potável a água do mar, é bom saber que ele só é salgado porque os oceanos são o ponto final do ciclo da água em nosso planeta, explica o oceanógrafo Ricardo Cardoso, do Aquário de São Paulo.
Desde a formação dos oceanos, há 4 bilhões de anos, eles vêm acumulando tudo o que é lavado no continente. Os rios tiram compostos, sais e minérios de terra firme e levam para o mar, tornando-o salgado. Quando a água do mar evapora e se transforma em nuvens, os sais ficam no oceano - por isso, a chuva é "doce".
"É por isso também que a água é muito mais pura no alto de uma montanha, pois ainda não acumulou material sólido", diz Cardoso. As fontes de água doce que abastecem o Mar Morto, no Oriente Médio, o fazem com muito menos força do que há três décadas, conta o oceanógrafo, e por isso sua água é cada vez mais salgada.
Para cada litro de água do mar, há cerca de 32 gramas de sal, composto de vários elementos. O mais abundante é o cloreto de sódio, o sal de cozinha. Além dele, há traços de magnésio, potássio e cálcio, em concentrações menores, diz Cardoso.
Esta pergunta foi enviada pela internauta Maria Aparcida Rufino de Souza. Clique aqui e envie já a sua.
Redação Terra
Por que o céu é azul?
Aquele céu de brigadeiro, que, ao acordar de manhã dá vontade de aproveitar bem o dia, não é obra do acaso. O céu é azul por conta da interação da luz do Sol com a atmosfera terrestre.
A atmosfera terrestre é o conjunto de gases que envolve o nosso planeta. Nitrogênio e oxigênio compõem a imensa maioria, mas existe um gás, que responde por apenas 0,00006% da atmosfera, que é o responsável pela cor do nosso céu, segundo o professor Paulo Mottola: o ozônio.
A luz do sol é formada pela união de várias cores. Ao entrar em contato com a atmosfera, ela se espalha devido às particulas existentes no ar. Quando a luz solar chega ao nosso planeta, encontra as moléculas de ozônio (O3) e, nelas, sofre o fenômeno de refração.
Mottola explica que é como uma filtragem: a luz atravessa molécula e apenas a freqüência azul do espectro passa. Daí o céu ser azul. O mesmo fenômeno explica um bonito momento depois das chuvas: "Quando essa mesma luz incide sobre uma gota d'água, saem as sete cores. É o arco-íris, que acontece quando há muito vapor de água após uma chuva, por exemplo", lembra o professor.
Como se formam as ondas do mar?
Amadas pelos surfistas em busca de boas manobras e desprezadas por muitos banhistas que só querem saber de calmaria na praia, as ondas do mar se formam pela ação do vento sobre a superfície da água, explica Lauro Calliari, professor do departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (Furg).
Quanto maior a força do vento, duração e comprimento sobre o qual ele atua na superfície (fetch), maior será a altura das ondas, diz o oceanógrafo.
"Essas ondas formadas viajam grandes distâncias até atingir a costa. Podemos ter vento forte no meio do oceano, a cerca de 2 mil quilômetros do litoral, que as ondas geradas naquele local pelos ventos fortes vão até a costa", complementa.
Além das ondas geradas pela ação do vento, existem aquelas provocadas por abalos sísmicos ou mesmo por eventos como o desmoronamento de um pedaço de montanha que cai no mar. "O mecanismo de propagação é o mesmo, só que a origem é diferente", ressalta Calliari.
As tsumani, por exemplo, ocorrem após perturbações abruptas que deslocam verticalmente a coluna de água, como um sismo, atividade vulcânica ou deslocalmento de terras. Essas ondas podem chegar à costa com altura de até 50 metros, como na tragédia que matou mais de 280 mil pessoas em dezembro de 2004, na Ásia.
Por que a chuva cai em gotas e não em jorro?
Ao redor da terra há um vapor de água invisível. "Quando essas gotículas de vapor se juntam, formam as nuvens", explica o professor de Física Luiz Carlos Marques Silva, de São Paulo. Como são muito pequenas, com diâmetro de milésimos de centímetros, essas microgotículas, que podem ser formadas também por cristais de gelo, são muito leves e flutuam.
De acordo com Silva, a chuva não está dentro das nuvens, mas sim uma nuvem que se desfaz, perdendo partes de si mesma. A transformação da nuvem em gotas se dá quando há choques entre as microgotículas, formando gotas maiores e mais pesadas, o que as faz cair.
O modo como as gotas da chuva se formam depende do tipo de nuvem, se quente ou fria. Nas nuvens quentes, à medida em que uma gotícula cai, ela se choca com outras, fundindo-se com elas e formando uma gotícula um pouco maior. Este processo continua à medida em que a gota vai caindo e, quando ocorre de forma rápida, forma uma gota de maior tamanho.
Nas nuvens frias as gotas iniciam-se como cristais de gelo. Essas nuvens se formam a uma altitude elevada e prolongam-se até zonas onde a temperatura está abaixo de 0ºC, o ponto de congelamento da água. À medida em que o ar torna-se mais quente, os cristais derretem, transformando-se em gotas de chuva

Fonte 3 : http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia/interna/0,,OI3355553-EI8406,00.html

3 comentários:

Anônimo disse...

gostei do site me ajudou na minha pesquisa bem lega!! parabens

Anônimo disse...

eu quero conhecer a anneliese van der pol e a ana hickmann

Anônimo disse...

muito interesante...