SEGUIDORES

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O FILME NOSSO LAR já conquistou muitos países!



Atenção aos brasileiros e amigos interessados em adquirir o DVD do filme Nosso Lar no México, Colômbia e demais países da América Central !




O DVD do filme Nosso Lar será lançado, pela Fox Home Vídeo, no próximo dia 17 de junho nas principais cidades e em vendas online destes países.

Compartilhem a informação e levem para casa o filme baseado na obra de Chico Xavier e André Luiz.

Em breve, informaremos mais países onde o filme estará disponível. Fiquem atentos!

obs. 1. Sem deixar de mencionar que, no dia 13 de junho, há exibição de Nosso Lar no Cine Fest em Nova York e, no dia 18 de junho, uma data especial - Nosso Lar será exibido em Shanghai pelo Festival Internacional da cidade e novamente em Nova York.

obs 2. Aos brasileiros e demais amigos da Venezuela, em breve traremos notícias boas também!



O Filme Nosso Lar participa do 9º Cine Fest Petrobras, em Nova York, a partir do dia 11 de junho. Aos brasileiros que moram na cidade ou redondezas, não deixem de prestigiar o festival e assistirem ao filme. Detalhe - nesse festival, o melhor filme é eleito pelo público!



Olá Amigos !

Fiz uma coletânea no You tube de algumas cenas de NOSSO LAR e gostaria de compartilhar com todos que ainda não tiveram a oportunidade de ver este filme, principalmente os estrangeiros que estão ansiosos para vê-lo.

Vocês poderão curtir um pouco da belíssima trilha sonora de Philip Glass em trechos de belíssima fotografia e contéudo moral.

Segue então alguns vídeos em sequência do roteiro do filme. Peço desculpas à direção se alguma dessas cenas não estiverem autorizadas para divulgação no You tube, mas simplesmente extraí de lá.

Fraterno abraço a todos que frequentam o Blog Trilhas e principalmente a este post.

Geraldo Valintim
Adm. do Blog



















O filme conta uma belíssima história de peregrinação e aprendizagem de um homem depois de sua morte. A importância da moral que vem com o filme transcende para muito além de algum credo ou religião. O deus mencionado no filme por este mesmo motivo não tem nome ou simbologia definida. André Luiz, um homem cético, triste e ateu (uma identidade já clichê para o cinema) falece em meados de 1920. Ao despertar num lugar sombrio e caótico chamado de Umbral, o homem sofre com a falta de ordem num lugar cheio de seres repugnantes até ser libertado, tempo depois, por três homens que vestem um branco brilhante e o carregam para um portal de luz. Fora do Umbral, André está agora numa colônia nomeada de Nosso Lar. Lá ele tem implicantes diálogos com Lísias, um homem jovem e sereno que mostra que a primeira virtude a ser aprendida por ele é a paciência.

André Luiz começa então a conhecer sua essência e o funcionamento da colônia: ministérios, organização, governança… E nesse processo, em certa altura do desenrolar da história, o protagonista conhece o Governante Anacleto, interpretado pelo caricato Othon Bastos que o recebe em sua sala no alto do palácio da governança. Em termos de simbologia temos nesse ponto a melhor cena de todo o filme, ou pelo menos a mais intrigante. Isso por que, a sala do governante tem marcada em todas as suas paredes as insígnias de diversas as religiões como a estrela de Davi do Judaísmo ou OM do hinduísmo mostrando a integração e tolerância na intenção final do filme.
fonte:http://www.artilhariacultural.com/2010/10/12/nosso-lar/nosso-lar-obeservar-e-criticar/
___________________________________________________
'Nosso Lar' será exibido nos cinemas americanos em 2011
Sucesso de bilheteria, o filme espírita Nosso Lar iniciará sua carreira internacional em 2011. De acordo com o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, o longa será exibido, a partir de março, nas salas de cinema dos Estados Unidos.

A trama, inspirada na obra homônima do médium Chico Xavier, receberá o título Our Home, tradução em inglês do título original.


Nosso Lar - Mais de 3,5 Milhões de Pessoas! O maior filme de 2010!

NOSSO LAR A PRESENTA:
OS CINCO PRIMEIROS MINUTOS – NAS ZONAS UMBRALINAS E TOUR DE LÍSIAS E ANDRÉ PELA COLÔNIA ESPIRITUAL NOSSO LAR . NA CENA DE NOSSO LAR COM OS ATORES FERNANDO ALVEZ PINTO E RENTO PRIETO.

Nosso Lar - O Filme (Oficial) INFORMA:
Celebremos - em sua 6a semana de exibição, Nosso Lar continuará em cartaz em mais de 340 salas em todo o Brasil. Um feito raro para um filme! Agora, é com vocês, o público, mais uma vez! Prestigiem, indiquem, levem os amigos e parentes ! Neste feriado, Nosso Lar !!!

DEPOIMENTOS NO FACEBOOK:

Angela Maimone Uma amiga que não é espírita foi ver o filme e fez o seguinte comentário: " pelo sim pelo não é melhor ser bom nesse mundo pq: De uma: se nada disso for verdade , ser legal nos deixa de bem com a vida, de duas: se tudo isto for verdade fico menos tempo naquele lugar horrível. Achei fantástico o raciocínio!!!
Nosso Lar - O Filme (Oficial) O mesmo filme - reações contraditórias. Choro, emoção, saudades, sentimentos nobres. De outro lado, incômodo, irritação (sem saber em relação a que), até mesmo virulência nas ponderações (em casos pontuais). Que história é essa? Aquela que afirma que a vida continua e que precisamos repensar urgentemente nossa vida.
o Angel Marques É verdade, com certeza são várias reações contraditórias, afinal, cada individuo é único e tem uma história, e o filme, acredito eu, q mexe com algo a mais, toca no íntimo, desnuda a alma, nos mostra, mesmo p os descrentes, a nossa vulnerabilidade.
Paulo Vitor kkkkkkkkkkk..fala igual a mim, eu vi 6 vezes e levei umas 15 distribuidas em 6 vezes de exibição, mais o melhor de todos foi meu amigo(evangélico) dizendo que não acreditava em nada do que via durante o filme, mais chorou no final e disse que o filme não era espírita e sim humanista!!! que seja né?!;)

29/09/2010 - 08h37
"Nosso Lar" deve chegar a 4 milhões de espectadores, avalia especialista
Redação 24 Horas News

A semana começou bem para o filme de temática espírita "Nosso Lar" que, só na última segunda feira (27), registrou público de 50 mil pessoas. A cifra se soma aos mais de 3 milhões de espectadores que assistiram ao longa até o último domingo, dia 26.
O longa deve atrair, no total, 4 milhões de espectadores, segundo estimativa de Paulo Sérgio Almeida, diretor do portal Filme B, especializado no mercado de cinema.
"O resultado de segunda-feira mostra que o filme ainda continua firme e ele vem fazendo a média semanal para se manter em cartaz", avalia, com base nos resultados que "Nosso Lar" obteve em pouco mais de 20 dias em exibição.
O desempenho, que já apresenta uma leve queda, deve sentir o impacto da estreia de "Tropa de Elite 2", no próximo dia 8 de outubro.
"O mercado está excitadíssimo com a estreia de 'Tropa', espera que ele chegue arrasando quarteirões e nós não sabemos como os demais títulos vão reagir. Apesar de o público dos dois ser diferente, o barulho e a ocupação de salas de 'Tropa' promete produzir impactos em todos os filmes", explica Almeida.
A renda acumulada até o último dia 26, que supera R$ 28 milhões, coloca "Nosso Lar" na décima posição do ranking das maiores rendas no Brasil neste ano. O único outro título nacional na lista é "Chico Xavier", na sétima colocação.
Procurada, a distribuidora Fox do Brasil, responsável pelo lançamento de "Nosso Lar", afirmou que "não fornece estimativas, nem previsão de público".

29 Set 2010 . 13:41 h . Agência Estado . portal@d24am.com
Até o dia 26 de setembro, a renda acumulada era superior a R$ 28 milhões.
São Paulo - O filme "Nosso Lar "superou a marca de 3 milhões de espectadores nas salas de cinema de todo o País. Desde sua estreia em 3 de setembro, o longa-metragem ficou novamente em primeiro lugar entre os filmes mais vistos do último fim de semana.

Até o dia 26 de setembro, a renda acumulada era superior a R$ 28 milhões e público de 3.045.713 espectadores, ultrapassando a população espírita no Brasil, que segundo dados do IBGE é de 2,2 milhões de pessoas. Escrito e dirigido por Wagner de Assis, "Nosso Lar" conta a história de um médico que acorda no mundo espiritual após a sua morte, até ser resgatado para uma cidade espiritual cujo nome intitula o filme.

FONTE: http://www.d24am.com/plus/cinema/filme-nosso-lar-supera-marca-de-tres-milhes-de-espectadores-no-brasil/8197

___________________________________________________
VEJA ONLINE – 27/09/2010

LIVROS MAIS VENDIDOS – AUTO AJUDA E ESOTERISMO

http://veja.abril.com.br/livros_mais_vendidos/?gclid=CJ_Fzb7dpqQCFYVk7Aodsmj33w

1
Ágape
Padre Marcelo Rossi [1 | 6] GLOBO

2
Nosso Lar
Francisco Cândido Xavier [2 | 20#] FEB


3
O Monge e o Executivo
James Hunter [4 | 290#] SEXTANTE

4
O que Realmente Importa?
Anderson Cavalcante [7 | 2] GENTE


5
Por que os Homens Amam
as Mulheres Poderosas?
Sherry Argov [3 | 58#] SEXTANTE
__________________________________________
Segunda-feira, 20/9/2010
Nosso Lar
Gian Danton

Nosso Lar é um dos grandes best-seller brasileiros. Escrito pelo espírito André Luiz, através do médium Chico Xavier, popularizou a literatura espírita com a história de um médico em uma colônia espiritual. Publicado em 1944, o livro já vendeu mais de 2 milhões de exemplares e gerou uma versão cinematográfica assinada por Wagner de Assis (A Cartomante).

Bastante conhecido, o enredo do livro inicia com o narrador chegando ao Umbral após a sua morte. O relato lembra muito as descrições do inferno católico, com o protagonista assediado por formas diabólicas de expressões animalescas. Ele sofre ali por oito anos, até finalmente ser levado para a colônia espiritual de Nosso Lar. A grande falta do médico, que o leva ao Umbral, é o ceticismo e o orgulho, que fazem com que ele demore tanto a pedir ajuda.

Uma vez na colônia, André Luiz é iniciado nos mistérios da vida espiritual, da cura, da comunicação com os vivos etc. Há, em todo o livro, um excesso de adjetivos que atrapalha a leitura: o aposento é confortador; as luzes, cariciosas. Mas essa característica, hoje considerada um vício de linguagem, era comum na maioria dos autores antigos. Fora isso, o livro passaria tranquilamente por uma boa obra de ficção científica da primeira metade do século XX.

A linguagem antiquada foi facilmente resolvida na versão cinematográfica com uma bem pensada atualização. Mas a história apresentava um outro problema: um certo caráter de"diário de viagem", que torna difícil sua adaptação para a sétima arte. Um filme precisa ter uma trama, com conflitos e uma estrutura narrativa que caminha na direção da resolução do conflito.

Em Nosso Lar, todos são bons demais e não existe uma possível figura de vilão. Da mesma forma, não há um destino que represente o conflito, já que os personagens gozam de livre-arbítrio. Em suma: não há quase nenhum conflito visível na obra original. Como transportar isso para o cinema sem que o resultado seja duas horas de sono?

O diretor Wagner de Assis optou por focar a narrativa no conflito interno dos personagens (apenas sugerida no livro), especialmente André Luiz e Eloísa, uma moça que aparece rapidamente no livro se lamentando de ter morrido antes de casar e de saber que seu noivo encontrou uma nova esposa.

André Luiz luta contra a arrogância, o egoísmo e o ceticismo (e, no final do filme, contra o ciúme), e Eloísa quer a todo momento voltar para seu noivo. Boa parte da narrativa se sustenta nessa sustentação. André será capaz de ultrapassar seus conflitos internos, e, dessa forma, ajudar a moça, fazendo com a que a trama paralela se una à principal num roteiro bem costurado.

Ou seja: o diretor optou por uma inteligente estrutura narrativa, que prende o espectador exatamente pela identificação. Alguns talvez se identifiquem com André, outros com Eloísa.

Se o roteiro é competente e enxuto, a direção é outro ponto forte. Os efeitos especiais são grandiosos (o filme custou 20 milhões de reais, boa parte deles gastos com efeitos), mas usados em favor da narrativa. Não há efeitos apenas pelo efeito, como Hollywood muitas vezes tem feito. Entretanto, muitos que assistiram à fita comentaram que gostaram de ver esse nível de efeitos num filme nacional de FC ou fantasia.

O diretor também trabalha muito bem a imagem, em ótimas cenas sem diálogos, como no reencontro de André Luiz com sua esposa. Com pouquíssimas falas, toda a tensão da situação é repassada aos espectadores.

Há algumas cenas que chamam a atenção dos mais atentos: quando começa a II Guerra Mundial, a colônia espiritual recebe centenas de desencarnados. A maioria deles usando a estrela de Davi (judeus), mas há também pessoas com outros símbolos usados em campos de concentração, o que se relaciona com os ensinamento de Chico Xavier de que o sofrimento liberta. A mesma cena traz um conteúdo de tolerância religiosa que se reflete também na cena da sala do governador, cujas paredes ostentam símbolos das principais religiões terrenas.

Sobre a questão da II Guerra, Chico conta, no livro, que os nazistas, ao morrerem na guerra, fugiam dos que iam resgatá-los, chamando-os de "fantasmas da cruz". Esse ponto, no entanto, não foi explorado pelo filme.

Outro aspecto curioso da versão cinematográfica é inverter o paradigma convencional do ser humano com relação à dualidade vida-morte. Em Nosso Lar, vemos personagens chorando e lamentando a partida de entes queridos que vão reencarnar. Nesse ponto o roteiro foi particularmente eficiente ao mostrar que vida e morte são apenas dois lados da mesma moeda em um ciclo de reencarnações. Chega, inclusive, a brincar com isso, como na cena em que uma senhora reclama que o marido estava sempre muito doente, "Mas morrer que é bom, nada!".

Nosso Lar conta com uma equipe internacional: o fotógrafo suíço Ueli Steiger (O dia depois de amanhã, Godzilla, 10.000 a.C), os canadenses da Intelligent Creatures para os efeitos especiais (Watchmen), a diretora de arte brasileira Lia Renha (A muralha, Hoje é dia de Maria, Auto da Compadecida), e o músico Philip Glass (As horas, O ilusionista).

É um filme que irá agradar tanto aos espíritas quanto aos não espíritas ou simples simpatizantes da doutrina. Mesmo aqueles que forem assisitir Nosso Lar apenas como um filme de ficção científica provavelmente irão gostar. Prova disso é que apenas 5 dias após o lançamento ele já ultrapassou a marca de um milhão de espectadores

FONTE:http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=3154&titulo=Nosso_Lar

VEJA OS CINCO PRIMEIROS MINUTOS DE NOSSO LAR - ANDRÉ LUIZ NAS ZONAS UMBRALINAS

______________________________________________________________________
VÍDEO INÉDITO NO G1 - PASSEIO DE ARERÓBUS - CONHEÇA NOSSDO LAR

INÉDITO - TRILHA SONORA NOSSO LAR

Pela terceira semana consecutiva, o filme “Nosso lar”, de Wagner de Assis, atraiu o maior número de espectadores no último fim de semana no Brasil. Com 410.099 espectadores, a produção brasileira teve mais gente na plateia que o principal lançamento americano da semana, “Residente evil _ Recomeço”, com 387.232 espectadores. Mas, em renda, o americano levou a melhor: pouco mais de R$ 5 milhões contra R$ 4,3 milhões do nacional.

Com estes números, “Nosso lar’ chega à marca de 2,49 milhões de espectadores e entrou para a lista das dez maiores bilheterias do ano. O outro filme brasileiro entre os 10 mais é “Chico Xavier”, de Daniel Filho, com 3,4 milhões de espectadores. O público dos dois filmes representa quase 60% de toda a bilheteria de filmes brasileiros de 2010. Os dados são do site Filme B.

OS DEZ MAIS DE 2010

1. “Avatar” ............................................................ 9.108.400 espectadores


2. “Shrek para sempre” ......................................... 7.361.200


3. “Eclipse’ ............................................................ 6.306.100


4. “Alvim e os esquilos 2” ..................................... 5.153.700


5. “Alice no País das Maravilhas” ......................... 4.334.900


6. “Toy story 3” ..................................................... 4.293.700


7. “Chico Xavier” .................................................. 3.414.900


8. “Homem de Ferro 2” ........................................ 3.228.500


9. “Fúria de titãs” .................................................. 2.500.800


10. “Nosso lar” ........................................................ 2.497.700

fonte:http://oglobo.globo.com/cultura/xexeo/posts/2010/09/20/nosso-lar-ja-uma-das-dez-maiores-bilheterias-do-ano-326114.asp
_____________________________________________
Filme "Nosso Lar" poderá virar seriado de TV

O filme “Nosso Lar”, inspirado no livro homônimo de Chico Xavier, deverá virar seriado de TV. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, os produtores do longa adquiriram, junto à Federação Espírita Brasileira, os direitos para adaptarem o livro para a TV.

Longa espírita "Nosso Lar" deverá ser adaptado para a TV
Divulgação

Ainda de acordo com a publicação, os produtores avaliarão o sucesso de bilheteria no cinema, para só depois decidirem se irão adaptar a trama para a TV. Caso o projeto seja levado adiante, várias partes do livro, que ficaram de fora do filme, deverão ser abordadas na TV. Além disso, os produtores também avaliam a possibilidade de lançarem uma continuação da história no cinema.

Até o momento, o assunto ainda não foi tratado com nenhuma emissora de TV, entretanto, o projeto deverá ser apresentado à Globo, já que a emissora tem registrado bons índices de audiência com tramas espíritas, como a novela “Escrito nas Estrelas”.

“Nosso Lar” será um dos 23 filmes que irá concorrer à indicação do Brasil para uma vaga no Oscar. O anúncio será feito pelo Ministério da Cultura na próxima quinta (23).

FONTE: http://natelinha.uol.com.br/2010/09/21/not_34236.php#
____________________________________________________
Nosso Lar ultrapassa dois milhões de ingressos
17 de setembro de 2010

Baseado na obra de Chico Xavier, filme já arrecadou mais de R$ 19 Milhões
A Fox divulgou que o filme Nosso Lar ultrapassou 2 milhões de ingressos vendidos ao fim de duas semanas em cartaz. O longa já foi visto por 2.083.254 espectadores em apenas 14 dias de exibição, registrando bilheteria de R$ 19.102.330,00. O resultado faz o filme ser o primeiro no ranking dos filmes mais vistos desde que entrou em cartaz.


Adaptação para o cinema de romance psicografado por Chico Xavier, o filme de Wagner Assis já havia estabelecido recorde ao ultrapassar um milhão de espectadores nos cinco primeiros dias de exibição.
Nosso Lar conta a história de um médico que acorda no mundo espiritual após a sua morte e acompanha sua jornada, desde os primeiros dias, numa dimensão de dor e sofrimento até ser resgatado para uma cidade espiritual cujo nome intitula o filme. Escrito e dirigido por Wagner de Assis, traz no elenco Renato Prieto como André Luiz, Fernando Alves Pinto, Rosanne Mulholland, Inez Viana, Rodrigo dos Santos, Werner Schünemann, Clemente Viscaíno e ainda participações especiais de Othon Bastos, Ana Rosa e Paulo Goulart.

FONTE: http://wp.clicrbs.com.br/matine/2010/09/17/nosso-lar-ultrapassa-dois-milhoes-de-ingressos/?topo=77,2,18,,,77

REPORTAGEM NOSSO LAR - TV CEI

Reportagem Nosso Lar 03 from TVCEI on Vimeo.


_____________________________________________________
SUCESSO DE NOSSO LAR É DESTAQUE INTERNACIONAL

TRADUÇÃO DO INGLÊS PARA O PORTUGUÊS: GOOGLE TRADUTOR

Nosso Lar: Blockbuster Spiritist Movie from Brazil
Posted by red pill junkie at 17:11, 17 Sep 2010


We've recently discussed Clint Eastwood's upcoming movie that deals with NDEs and mediumpship. A promising movie but an exceptional director, for sure

But hey: this is 2010, when the US no longer has a monopoly on cinema; and from the land of Samba comes yet another film that seems to boldly go where the Gran Torino dared not to!

Nosso Lar (Our Home), a Brazilian film inspired by the the most popular book of spiritist medium Chico Xavier —a very prominent figure in the Brazilian spiritual movement, who penned dozens of books using the process known as psychography— has already broken all the box office records in the Brazilian theaters, and in just one weekend it has already been viewed by over 2 million spectators.

Nosso Lar is the first spiritual drama to be developed in Brazil but the third to go on release after Bezerra de Menezes througth Fox Brazil and Chico Xavier through Downtown-Sony in April this year.

Nosso Lar tells the story of a 1930's era physician called André Luiz. When he dies, André arrives to another dimension and is forced to redeem his earthly mistakes in a sort of "purgatory", before being accepted in an idyllic spirit colony —the beauty of Rio de Janeiro & the futuristic architectural features of Brasilia served to create the stunning backgrounds of the main character's life on the other side.

The film's ground-breaking success, with musical tracks by Philip Glass, has already obtained most of the voting by Brazil's Ministery of Culture to; with the voting, Nosso Lar will go and represent Brazil in this year's competition for Best Foreign Movie at the Oscar awards ceremony —which will surely ensure its global distribution.

Who knows? Maybe the reason films like these are coming from South America instead of the US, it's because *they* don't fear the wrath of a Randy or a Richard Dawkins ;)

Whatever the case, I'm sure looking forward to seeing this one. How about you?

Bookmark/Search this post with:
___________________________________
TRADUTOR GOOGLE NA ÍNTEGRA:

Nosso Lar: Blockbuster Movie Espírita do Brasil
Postado por junkie pílula vermelha às 17h11min, 17 de setembro, 2010

Nós temos discutido recentemente próximo filme de Clint Eastwood, que lida com uma EQM e mediumpship. Um filme promissor, mas um diretor excepcional, com certeza

Mas hey: trata-se de 2010, quando os E.U. não tem mais o monopólio do cinema e da terra do Samba vem ainda outro filme que parece audaciosamente indo onde o Gran Torino não ousou!

Nosso Lar (Nosso Lar), um filme brasileiro inspirado no livro mais popular do espírita Chico Xavier médio uma figura muito importante no movimento espírita brasileiro, que escreveu dezenas de livros através do processo conhecido como psicografia, já quebrou todas as recordes de bilheteria nos cinemas brasileiros, e em apenas um fim de semana já foi visto por mais de 2 milhões de espectadores.

Nosso Lar é o drama espiritual primeiro a ser desenvolvido no Brasil, mas o terceiro a ir para o lançamento após Bezerra de Menezes througth Fox Brasil e Chico Xavier através do Centro Sony em abril deste ano.

Nosso Lar conta a história de um médico era de 1930 chamado André Luiz. Quando ele morre, André chega para uma outra dimensão e é forçada a resgatar seus erros terrena em uma espécie de "purgatório", antes de ser aceito em um espírito de colônia idílica, a beleza do Rio de Janeiro e as características arquitectónicas futuristas de Brasília serviu para criar os cenários deslumbrantes da vida do personagem principal do outro lado.

sucesso inovador do filme, com trilhas musicais de Philip Glass, já obteve a maioria dos votos pelo Ministério da Cultura do Brasil para, com o voto, Nosso Lar irá e representar o Brasil na competição deste ano de melhor filme estrangeiro no Oscar cerimônia de premiação, que certamente irá garantir a sua distribuição global.

Quem sabe? Talvez a razão de filmes como estes são provenientes da América do Sul em vez de os E.U., é porque * eles * não temem a ira de um Randy ou Richard Dawkins;)

Seja qual for o caso, eu tenho certeza ansioso para ver este. Como sobre você?

Bookmark / Pesquisa com este post:

FONTE:
http://www.dailygrail.com/TV-and-Movies/2010/9/Nosso-Lar-Blockbuster-Spiritist-Movie-Brazil

G1 POP & ARTE

Filme baseado em obra de Chico Xavier acumula público de 1,6 milhão.
Segundo lugar ficou com 'Karate kid', seguido por 'Como cães e gatos 2'.

13/09/2010 19h49 - Atualizado em 13/09/2010 20h41

O filme 'Nosso lar', baseado no livro de mesmo nome do médium Chico Xavier, ficou pela segunda semana seguida em primeiro lugar nas bilheterias brasileiras.

Segundo a distribuidora Fox, o longa de Wagner de Assis foi assistido por mais de 400 mil pessoas na sua segunda semana de exibição. A empresa diz que essa é a maior bilheteria de segunda semana de um filme nacional desde a Retomada. Em dez dias o filme acumulou 1,6 milhão de espectadores com uma bilheteria de mais de R$ 16 milhões.

De acordo com a Rentrak, empresa que contabiliza os dados de bilheteria no país, o segundo lugar do fim de semana ficou com o remake de "Karate kid", com um público de quase 200 mil espectadores. "Como cães e gatos 2" ficou com a terceira posição, levando 96 mil pessoas aos cinemas, seguido de perto por "Amor à distância", visto por 89 mil.

VEJA REPORTAGEM NO " VITRINE " DA TV CULTURA COM CENAS INÉDITAS DO FILME:



Confira abaixo o top 10 do fim de semana no Brasil:

1 - "Nosso lar"
2 - "Karate kid"
3 - "Como cães e gatos 2"
4 - "Amor à distância"
5 - "O último mestre do ar"
6 - "Meu malvado favorito"
7 - "A origem"
8 - "Par perfeito"
9 - "Solomon Kane"
10 - "A ressaca"


FONTE:http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/09/nosso-lar-lidera-bilheterias-no-brasil-pela-segunda-semana-seguida.html
______________________________________________________________

por Nosso Lar - O Filme (Oficial) facebook, quarta, 8 de setembro de 2010 às 18:03

O longa Nosso Lar quebra recorde ao levar às salas de cinema mais de um milhão de espectadores em apenas 5 dias – os recordes anteriores são de “Se eu fosse Você 2” (maior filme nacional da Retomada), em seis dia, e Chico Xavier (maior abertural de filme nacional da Retomada), em 8 dias.

Desde sua estreia na última sexta-feira, 03 de setembro, 1 milhão, sete mil e quinhentas pessoas já assistiram ao filme, lotando as sessões em várias partes do País.

“Nosso Lar” conta a história de um médico que acorda no mundo espiritual após a sua morte e acompanha sua jornada, desde os primeiros dias, numa dimensão de dor e sofrimento até ser resgatado para uma cidade espiritual cujo nome intitula o filme.

“Nosso Lar”, escrito e dirigido por Wagner de Assis e produzido por Iafa Britz, tem produção executiva de Luiz Augusto de Queiroz e Elizabeth Marinho Dias. A distribuição é da Fox Film do Brasil. No elenco estão: Renato Prieto como André Luiz, Fernando Alves Pinto, Rosanne Mulholland, Inez Viana, Rodrigo dos Santos, Werner Schünemann, Clemente Viscaíno e ainda participações especiais de Othon Bastos, Ana Rosa e Paulo Goulart.


NOSSO LAR BATE RECORDE DE BILHETERIA
segunda-feira, 6 de setembro de 2010
Por Lauro Jardim
15:24 \ Cultura


O filme espírita Nosso Lar bateu um bolão no fim de semana: as bilheterias registraram 580 000 espectadores entre sexta-feira e ontem. Em números absolutos, é a segunda melhor estreia do cinema nacional desde 1995 em termos de público. Perde somente para a outra fita espírita, Chico Xavier, que levou 590 000 pessoas aos cinemas em seu fim de semana de estreia, em abril.
Quando se considera apenas a bilheteria, porém, Nosso Lar é o número 1 entre os filmes nacionais dos últimos quinze anos: foram arrecadados 6,2 milhões de reais.

Em números relativos, é uma excelente estreia, mas não se pode esquecer que Nosso Lar está passando em 435 salas. Chico Xavier e Se Eu Fosse Você 2 estrearam respectivamente em 377 e 330 cinemas ( a propósito, Se Eu Fosse Você 2 levou 570 000 espectadores aos cinemas nos primeiros três dias de exibição).

FONTE:http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/cultura/o-espirita-nosso-lar-bate-recorde-de-bilheteria/
_____________________________________________________________________________

Cinema´Nosso Lar` bate recorde e confirma novo segmento cinematográfico

São Paulo

Por: Cris Simon, de EXAME.com 08/09/2010 | 17:34

- Lançado na última sexta-feira (03), véspera de feriado prolongado, o filme "Nosso Lar" já alcançou mais de 1 milhão de ingressos vendidos e garantiu um recorde: foi a obra que mais rapidamente atingiu essa marca de expectadores na história do cinema brasileiro.


Baseado no livro psicográfico mais vendido de Chico Xavier, o filme homônimo, de Wagner de Assis, teve um dos maiores investimentos de distribuição da FOX Film Brasil em todos os tempos: R$ 20 milhões. Metade deste valor já foi arrecadado nas bilheterias em menos de uma semana. De acordo com Patrícia Kamitsuji, presidente da companhia, o valor investido é praticamente o triplo do que se gasta normalmente em uma grande produção nacional, o que justifica parte da estrondosa bilheteria alcançada até então.

"Nosso Lar inaugurou muitas coisas no mercado brasileiro. Por exemplo, os efeitos especiais, que atingiram no filme um nível que nenhuma outra produção brasileira alcançou", diz Patrícia. O filme conseguiu também parcerias inéditas para obras brasileiras, como a do ilustre compositor Philip Glass, responsável pela trilha sonora. Teve ainda Ueli Steiger (de "O Dia Depois de Amanhã") na direção de fotografia. Dos parceiros financeiros, o únivo investidor que aceita divulgar o nome é o Banco BRJ. A obra teve incentivos de empresas e pessoas físicas, além de instituições como a Federação Espírita Brasileira, que cedeu os direitos autorais do livro para a adaptação.

De acordo com Patrícia, "Nosso Lar" tem tudo para demonstrar que os filmes espíritas deixaram de ser um nicho para, de fato, se tornar um segmento do mercado cinematográfico. E que segmento. Apenas dois anos atrás, o filme "Bezerra de Menezes" obteve 500 mil pagantes em todo o tempo de exibição. Foi um lançamento tímido, mas que abriu os olhos do mercado para o produto espírita. Em abril deste ano, "Chico Xavier" entra em cartaz e aponta o crescimento: em 8 dias, 1 milhão de pagantes. Nos últimos 5 dias, o filme de Wagner de Assis superou mesmo comédias como "Se eu fosse você II", que em seu lançamento, demorou 6 dias para atingir a marca de 1 milhão de expectadores.

O salto no faturamento deste gênero de filmes demonstra não apenas um crescimento na demanda, mas principalmente na oferta para o público. Se em 2008, "Bezerra de Menezes" era lançado em apenas 44 salas de cinema no Brasil inteiro, hoje "Nosso Lar" tem um lançamento 10 vezes maior, podendo ser assistido em 445 salas do país. O alto investimento só reforça que o público sempre existiu. O que faltava era oferta. E pelo visto, o mercado cinematográfico se deu conta disso.

FONTE: http://www.blogger.com/post-edit.g?blogID=8229889997214438106&postID=1279543702667706326


-> RESENHA SOBRE O FILME ...MUITO INTERESSANTE"

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

‘Nosso Lar’, uma súplica espiritual


A câmera avança sobre as nuvens até chegar às portas de uma cidadela, depois desce chão adentro até encontrar o personagem principal, André Luiz, metido na lama de mundo de purgação – é o Umbral. Lá, almas aparentemente confusas rememoram sem cessar suas dores e ficam aprisionadas nesse universo interior. O Umbral, descrito no filme, é quase como um mundo apocalíptico, sem água, comida, luz e mergulhado numa completa insanidade.

Assim, André Luiz começa a narrar sua história em off, desde criança até o momento em que morreu e acordou nesse mundo de trevas, onde mesmo depois de morto ainda sentia fome, medo, sede... A idéia por si só já é magnífica. É como se ouvíssemos do próprio Chico Xavier, não dá para dissociar as palavras de André Luiz com a profissão de fé de Chico, que os espíritos têm fome e sede. É como se ele dissesse: os espíritos (com certeza nem todos) mantêm um lado instintivo bem aguçado.

Assim começa o filme ‘Nosso Lar’. Com transições de cenas sofisticadas, em flashbacks, vai sendo introduzida a história de André Luiz. Wagner Assis, o diretor, consegue condensar belamente toda a história do médico, um homem seco, descrente e um pai de família distante. A reconstituição de época é primorosa e realmente nos transporta para um Rio de Janeiro dos anos 20. André Luiz não é personificado como um homem mal, apenas inconsciente. Uma inconsciência construída numa vida abastada. O médico é bem sucedido, tem suas noitadas regadas a uísque e mulheres, mas também faz o bem, quando é dissuadido a isto. Não antes de demonstrar alguma resistência.

É bela uma passagem em que o médico olha para a família que se mostra feliz no jardim – os filhos, a esposa e os empregados – e o André Luiz do Umbral diz que as às vezes as trevas podem se esconder numa paisagem de uma família aparentemente feliz. É como se ele dissesse: tudo está bem na superfície, mas há algo que se esconde no interior de todos ali torna falsa essa premissa de felicidade.

Essa visão deixa uma dúvida: seria o Umbral uma realidade concreta, ou apenas a descrição das trevas interiores de André Luiz, seus tormentos e pecados. Talvez ali pulsem as imagens da mente do médico, acima de tudo. Antes de qualquer idéia de um pedaço concreto do mundo espiritual.

André Luiz fica ali (no Umbral) um tempo incontável e só depois de proferir uma súplica, uma oração de perdão, ele consegue receber ajuda. Um homem desce para resgatá-lo. É o ministro da Regeneração, Clarêncio, que vem com Lísias e Tobias carregando uma maca. Eles acolhem André Luiz e o levam para a cidade hospital Nosso Lar. Na cidade o médico irá descobrir que foi parar no Umbral porque é considerado um suicida. Clarêncio lhe explica que os seus atos numa vida desregrada acabaram levando-o a somatização do câncer de estômago. “É o feito da ação e reação”, ele diz. Para o mundo espiritual ele poderia ter evitado a morte prematura.

Ainda que não se concorde com a idéia de que viver inconscientemente, mergulhado no orgulho, vaidade, raivas, prepotência, medos interiores, paixões e prazeres egóicos pode levar ao surgimento de doenças e essas doenças seriam uma forma – inconsciente – de deixar esse mundo. A idéia é interessante, e assustadora.

Num outro momento André Luiz quer se comunicar com a Terra e para obter uma autorização vai até um dos ministérios – são 72 ministérios encravados numa estrela de seis pontas que é a própria cidade. Lá o atendimento é feito em duplas e antes de colocar sua questão ouve uma mulher com a mesma solicitação. O ministro Genésio, interpretado por Paulo Goulart, pergunta se a mulher tem algum bônus que possa apresentar como merecimento. Ela diz que não. André Luiz entende que é preciso merecer para alcançar algumas, digamos, graças.

Afinal, estamos falando da interseção entre encarnados e espíritos, é a graça divina vista por um outro ângulo. O médico entende que tem que trabalhar ajudando no mundo espiritual para conseguir a permissão, mas demora para perceber que não adianta trabalhar pelo propósito, mas sim ter o propósito do trabalho de doação, sem o objetivo da recompensa...o fim não justifica o meio.

Assim somos inseridos no universo espírita e apresentados a cidade Nosso Lar. André Luiz percorre a cidade ciceroneando por Lísias e o mundo espiritual vai sendo descortinado, mas não espere para descobrir respostas do tipo: porque os espíritos ainda se alimentam? Como acontece a reencarnação? E que tipo de matéria é aquele que aparece no mundo espiritual? O foco é outro.

É possível ver que a idealização da cidade Nosso Lar é uma mistura de futurismo e sonho. Uma mistura de Shangri-la – aquela cidade do Horizonte Perdido onde ninguém envelhece, com a cidade de Padme Amidala, rainha do planeta Naboo, de Guerra nas Estrelas. A cidadela é quase a imagem de uma história de contos de fadas de reinos perfeitos. “A vida na Terra é uma cópia daqui”, diz Lísias em certo momento, revelando que o mundo espiritual adianta descobertas e uma ordem que ainda virá. Ao ouvir isso, não dá para não desejar que aquele mundo realmente desça do céu e essa sentença seja verdade, assim na terra como no céu...

Os efeitos especiais são convincentes. Mostram camas suspensas, energias que saem das mãos e do hálito dos espíritos, um ônibus que transita pelo espaço aéreo da cidade e materializações e desmaterializações de espíritos.

A trilha sonora de Phillip Glass é boa, sóbria, minimalista mesmo, como se Glass retornasse as origens do filme Koyaanisqatsi, sem o mesmo brilhantismo, é verdade. Apesar disso, a música casa completamente ao propósito do filme. Não se sobressai, mas embala a viagem. O elenco está correto. Sem grandes arroubos de interpretação – André Luiz é interpretado de forma comedida, às vezes até demais, pelo ator Renato Prieto.

Em relação ao roteiro, primeiro devo afirmar que não conheço a obra de Chico Xavier. Não sou espírita. Tenho apenas algumas noções sobre o espiritismo e, devo dizer, Wagner Assis acertou muito mais que errou ao dar explicações sobre as leis do lugar e as concepções espíritas. Faz parte da coerência interna do filme.

Com essa desculpa, alguns personagens assumem um tom professoral. Em alguns momentos fica um pouco forçado. Mas não é nada que realmente comprometa a obra. O filme também é um pouco arrastado, mas entendo que essa foi uma opção de Wagner Assis. É preciso tempo para entrar na atmosfera de Nosso Lar.

Outro aspecto criticado no filme é a menção a várias religiões na sala da governadoria. Além dessa menção, durante a cena da 2ª Guerra Mundial há também a chegada de judeus ostentando a estrela de Davi no peito. Alguns entenderam isso como se o Espiritismo quisesse se sobressair sobre as demais religiões. Vou dizer o que entendi. O Espiritismo é, antes de ser uma religião, uma espécie de ciência que esclarece como é o mundo espiritual no plano da Terra. Um plano que não é católico, protestante, judeu, muçulmano ou espírita. Um plano espiritual que apenas é para todos. Sob esse aspecto, o ecumenismo é válido e salutar. Mas seria bom que a interpretação das várias religiões, e das crenças das pessoas a cerca das suas religiões, no plano astral fosse melhor explicado no filme.

Bem, um lembrete: aquele que conseguir deixar de lado os defeitos e se deter mais nos feitos do diretor carioca pode ter uma experiência única: conforto. E até paz. O filme funciona como numa meditação.

Assistindo Nosso Lar lembrei-me de filmes como Manika, Paixão, Além da Vida, Um Visto Para o Céu, Noturno Indiano, Encontro Com Homens Notáveis, Muito Além do Jardim, A Última Tentação de Cristo, Kundun, O Fio da Navalha, Felicidade Não Se Compra, Jesus de Nazaré... tantos filmes que tratam de uma forma ou de outra sobre conceitos abstratos e ao mesmo tempo tão concretos sobre as relações humanas, nossos dissabores, dramas e redenções. Filmes que falam de uma relação sublime que vai além do mundo material e físico. Muito além da razão.

Para mim o mais importante em Nosso Lar é que ele faz uma súplica espiritual. E, por favor não venham me dizer que um filme não pode defender uma idéia. Pode sim, vários cineastas já fizeram ou fazem isso. Nos entregam uma obra, com uma idéia subjacente. A questão é o resultado, se é bom é cinema, se é ruim é propaganda. No caso de Nosso Lar, para mim é cinema num novo estágio: quase uma experiência sensorial. Podem chamar isso de auto-ajuda, eu chamo de cinema que não está preocupado em convencer, apenas em tocar.

Nosso Lar faz uma súplica: não se matem, porque viver uma vida sem sentido é o mesmo que cometer suicídio. Não se percam: porque o mundo material não é real. Não se aprisionem: todo prazer físico, mental e emocional é uma forma de aprendizado, mas também de laço, ou nó. Depende da evolução dessas relações. Fazia tempo que eu não via essa arte (o cinema) – que serve tanto ao ego - sendo usada para um propósito mais edificante. Não posso dizer que concordo com tudo, mas não posso deixar de ver a beleza no trabalho.
Postado por mastigada às 10:09
Marcadores: cinema, espiritismo
1 comentários:

Anônimo disse...

Paulo, concordo com tudo que escreveu. Diferentemente do crítico Maurício Sycer, blogueiro do Uol, que derrapa feio quando compara a cidade colônia espiritual Nosso Lar, como um possível projeto de Oscar Niemyer sob, segundo palavras dele, sob efeitos de uma viagem de LSD. Ridículo.
Na verdade Nosso Lar confere com o texto do livro, obra de Chico Xavier. Nos dá inclusive a consolação de que logo alí, será possível o reencontro com nossos amigos e parentes, as pessoas mais caras de nossas vidas. Afinal, espíritos são pessoas que afastaram do corpo carnal para sobreviver apenas através do corpo sutil etéreo, como nos ensina a ciência e a filosifa espírita cristã. A cidade, aí cabe lembrar, mereceria uma explicação ao telespectador, é montada sob um plano magnético, capaz de tornar possível plasmar todo o contexto que alí está, semelhante a cidades terrenas que eles dizem ser pobre imitação, porém com desenvolvimento hiper tecnológico, científico, astral, transcedendo assim, a todo e qualquer projeto cá entre nós. Lendo as obras espíritas da coleção André Luiz/Chico Xavier, é possível compreender um pouco mais. De forma que agradecemos a serenidade com que coloca sua crítica a nos convidar para reflexão maior. Parabéns! Gil Sabino - Jornalista - MKT - Recife - PE.
9 de setembro de 2010 11:19
Postar um comentário
FONTE: http://mastigada.blogspot.com/2010/09/nosso-lar-uma-suplica-espiritual.html

____________________________________________________________

CENAS DE NOSSO LAR
_____________________
ANDRÉ LUIZ RETORNA AO SEU LAR TERRESTRE
Quando André Luiz retorna ao seu lar terrestre, sua filha Clarisse executa a música “ SONATA AO LUAR “ de Beethowen (Um dos momentos mais emocionantes do filme).
Estou postando três versões da música pra vocês curtirem.
Fraterno abraço,
Geraldo Valintim




________________________________________
VÍDEO COM DEPOIMENTOS DOS ARTISTAS

____________________________________________________
NOSSO LAR*
Depoimentos sobre o filme!

Atriz Samara Felippo:
"Depois desse filme, só consigo pensar nos meus valores, no bem q posso fazer pelo proximo, minha família. Mt emocionada!!! #NossoLar" 15 ago (4 dias atrás) Nosso Lar *

Da atriz Marina Ruy Barbosa:
"O filme é incrível.." 15 ago (4 dias atrás) Nosso Lar *

Do ator Daniel Del Sarto:
"A pessoa acaba o namoro, acorda cedo num sabado chuvoso, vê um filme tocante, chora a sessão inteira e acaba num almoco com criancas lindas. melhora ou sucumbe, ne não?! o filme emocionante: @NossoLarOFilme - recomendo, estréia em breve. Pra assistir de coração aberto." 15 ago (4 dias atrás) Nosso Lar *

Do ator Paulo Vilhena: Parabéns toda equipe e pra @RoMulholland pelo "Nosso Lar" - emociona!" 15 ago (4 dias atrás) Nosso Lar *

Da Atriz Aparecida Petrowky:
"O filme "O nosso lar" é maravilhoso!! Várias mensagens de amor, reflexão e esperança. Recomendo a todos! 15 ago (4 dias atrás) Luiz Fernando

Da atriz Nivea Stelmann:
"Adorei ver esse filme. Lindo!!! Não paro de pensar... Soco no estômago". 16 ago (3 dias atrás) Nosso Lar*

Do ator Luigi Baricelli,
nos bastidores do Criança Esperança, contou para a imprensa que foi "chorar no banheiro" ao assistir ao filme Nosso Lar. "O filme mexeu comigo, vivi uma experiência".

_______________________________________________________________



VEJA CENAS INÉDITAS DO FILME NO VÍDEO SHOW - REDE GLOGO

ELENCO DE NOSSO LAR NA PRÉ-ESTREIA

















VEJA GALERIA DE FOTOS DE NOSSO LAR: http://www.adorocinema.com/filmes/nosso-lar/imagens/1282745360_041/#imagens


BASTIDORES - ENREDO NOSSO LAR

"A CIDADE "NOSSO LAR"

P – O Espírito de André Luiz descreveu experiência de sua vida na condição de
desencarnado,numa cidade espiritual em seu livro, exatamente este que aqui está,traduzido para o japonês ("Nosso Lar"). Como médium o senhor pode atestar cidades como esta, fora do plano terrestre?


Resposta de Chico Xavier :


Eu não posso transferir a minha certeza àqueles que me ouvem, mas posso dizer que, em 1943, quando o espírito de André Luiz começou a escrever por nosso intermédio senti grande estranheza com o que ele ditava e escrevia.
Certa noite, tomadas as providências necessárias, segundo a orientação de Emmanuel, ele próprio e André Luiz me levaram a determinada parte, a determinado bairro da cidade de “Nosso Lar”. Posso dizer que fui em desdobramento espiritual na chamada zona hospitalar da cidade. Foi para mim uma excursão espiritual inesquecível, como se eu desfrutasse os favores de um espírito liberto.
Mas, eu preciso explicar aos telespectadores que fui em função de serviço, naturalmente, assim como um animal – no tempo em que não tínhamos automóvel, locomotiva e avião – um animal que servia a professores para determinados tempos de viagem.

Vi muita coisa maravilhosa sem compreender tudo ou entender muito pouco, porque fui em função de serviço, não por mérito.

Fonte: Livro Instruções Psicofônicas - F. C. Xavier - Espíritos Diversos
ANDRÉ, O MUNDO PRECISA DE HISTÓRIAS FELIZES
por Weber Malcher - webermalcher@hotmail.com

André Luiz, o espírito presente na obra psicografada de Chico Xavier.

André Luiz, o espírito que passou oito anos no umbral, nas penumbras da multidimensionalidade.


André Luiz, pseudônimo de um médico. Foi ele Dr. Faustino Esposel ou Oswaldo Cruz? (recorde-se que Oswaldo Cruz desencarnou em 1917, vítima de insuficiência renal, sendo que André Luiz desencarnou em decorrência de oclusão intestinal e, tendo passado "mais de oito anos" nas regiões umbralinas, estava ainda se adaptando à vida em Nosso Lar, para onde acabara de ser levado, quando recebeu a notícia de que era agosto de 1939. Portanto, deve ter desencarnado por volta de 1929 ou 1930.)

Não importa quem tenha sido ele na vida terrestre, o essencial é que André Luiz está presente entre nós. Está presente na história desenvolvida na obra monumental de Chico Xavier "Nosso Lar", no filme que vai estrear dia 3/9, está presente nas páginas do nosso cotidiano, onde a humanidade vive no umbral terreno, voltada para o consumismo desenfreado.

O grande recado para o mundo vem da espiritualidade no momento quando André é liberado para voltar a reencarnar na nave Terra: "ANDRÉ, O MUNDO PRECISA DE HISTÓRIAS FELIZES"

Qual é a história que o nosso André interior está contando para nossos filhos? Qual é o recado que estamos dando para a comunidade? Qual é o poema que estamos escrevendo para o mundo?

Há 2.000 anos o meigo Nazareno esteve na terra contando uma história feliz de Amor. O que fizeram com Êle?

Vamos ver o que relata Emanuel no prefácio do livro Nosso Lar, psicografado por Chico Xavier:

"O homem terrestre não é um deserdado. É filho de Deus, em trabalho construtivo, envergando a roupagem da carne; aluno de escola benemérita, onde precisa aprender a elevar-se. A luta humana é a sua oportunidade, a sua ferramenta,
o seu livro.

O intercâmbio com o invisível é um movimento sagrado, em função restauradora do Cristianismo puro; que ninguém, todavia, se descuide das necessidades próprias, no lugar que ocupa pela vontade do Senhor.

André Luiz vem contar a você, leitor amigo, que a maior

surpresa da morte carnal é a de nos colocar face a face com

própria consciência, onde edificamos o céu, estacionamos no

purgatório ou nos precipitamos no abismo infernal; vem lembrar que a Terra é oficina sagrada, e que ninguém a menosprezará, sem conhecer o preço do terrível engano a que submeteu o próprio coração.

Guarde a experiência dele no livro dalma. Ela diz bem alto
que não basta à criatura apegar-se à existência humana, mas
precisa saber aproveitá-la dignamente; que os passos do cristão, em qualquer escola religiosa, devem dirigir-se verdadeiramente ao Cristo, e que, em nosso campo doutrinário, precisamos, em verdade, do ESPIRITISMO e do ESPIRITUALISMO, mas, muito

mais, de ESPIRITUALIDADE.

EMMANUEL

Pedro Leopoldo, 3 de outubro de 1943.

Um recado para você, para mim e para toda a humanidade. A Mãe Terra está dando um salto quântico na espiritualidade. E nós, será que estamos acompanhando esse salto? Lembre-se:
ANDRÉ, O MUNDO PRECISA DE HISTÓRIAS FELIZES.

FONTE: http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=23225

PROGRAMA ESPECIAL BASTIDORES - FILME NOSSO LAR



Crítica: Nosso Lar

Filme sobre espiritismo

23 de Agosto de 2010 às 18:54 | (241) Leituras | (0) Comentários | (0) Votos | Publicada por: Rosemar Schick

Fonte: Rosemar Schick/SaladaCultural

André Luiz, médico e pai de família, tem uma vida regada a bebidas e extravagâncias, o corpo não resiste e ele morre jovem deixando mulher e filhos... incorformado, ao chegar no 'nosso lar', quer voltar e rever sua família... passam-se anos até que ele compreenda... e resolve, então, escrever um livro que foi psicografado por Chico Xavier.
Filme interessante para quem é espiritualizado ou espírita - ou, pelo menos, acredita no espiritismo-, a comunidade que lotou teatros com espetáculos sobre o tema e os atores tb acreditam, pois é preciso muita fé para dar veracidade a todos os momentos vividos pelos personagens.
Eu fiquei emocionada em vários momentos e creio que este filme marca pontos em muitos aspectos, com excelente direção e atuação de atores como Paulo Goulart, Ana Rosa, Othon Bastos entre outros.
A direção e roteiro é de Wagner de Assis, que merece elogio.

Produção Globo Filmes-caprichada. Nosso lar parece uma espaçonave do futuro com computadores e telas por todo lado.

_________________________________________

POR:RBN BLOG

Nesta segunda-feira aconteceu uma exibição para imprensa do filme Nosso Lar, baseado no livro homônimo psicografado por Chico Xavier. Estivemos presentes no lançamento e conferimos o que o filme vai mostrar para todos os leitores e ouvintes da Rádio Boa Nova a partir do dia 3 de setembro.

Se você quer ter surpresa ao ver o filme, pare por aqui!!! Ou melhor, dê uma olhada nas fotos abaixo e depois chega. rs



Veja Galeria de Fotos Inéditas sobre o filme NOSSO LAR:http://radioboanova.com.br/rbnblog/nosso-lar-o-filme/?nggpage=2

O filme começa com André Luiz diante de uma grande muralha, e então somos jogados junto com ele num estranho e obscuro lugar (ou estado?) onde o sofrimento é praticamente matéria, não fosse o fato de que nada ali é matéria como conhecemos enquanto vivos. André Luiz está sofrendo no umbral, em meio a criaturas assustadoras e suas próprias lembranças de encarnado. Julgado como suicida, é perseguido por espíritos das sombras, até que pede por perdão, e o espírito Clarência vem em seu auxílio.

Aí é que somos apresentados a Nosso Lar, uma das diversas colônias espirituais que ‘flutua’ sobre a superfície da Terra. É para lá que André é levado para seu tratamento e jornada – como ficaremos sabendo depois. As imagens são incríveis! Mesmo quando ainda estamos dentro do hospital espiritual já temos a sensação de que muito está para ser mostrado nas telas. E esse ‘muito’ vem de forma incrível.

Quando André, sempre curioso, passa a ser guiado pelas terras de Nosso Lar passamos a ver o exemplo de uma das maravilhosas estruturas espirituais para onde somos encaminhados após a morte, de acordo com nosso merecimento. Os pavilhões, suas funções, os espaços de confraternização e contemplação… Tudo nos é mostrado com cores lindas, harmônicas, e aquela boa sensação de calor e vida que temos nos dias mais bonitos de sol. A transposição da imagem que qualquer um cria ao ler é ainda mais perfeita no cinema.

Aos poucos André vai mergulhando no real sentido da vida, ou na vida real. Aprendendo seu propósito e a lidar com seus sentimentos – nosso maior desafio. Quer trabalhar para poder conseguir visitar sua família. Erra, aprende e segue, enquanto vai registrando tudo pelo que tem passado. Parece até um blogueiro espiritual, daqueles que nada publica, apenas salva. Isso até ter conteúdo o suficiente para apresentar aos outros.

Sua relação com outros espíritos o coloca em contato com suas próprias dúvidas e medos. Vai aprendendo a ser maior. Mas sua verdadeira lição vem ao visitar seus parentes encarnados. Descobre que o ‘inferno’, que nunca existiu, está mesmo é dentro da gente. Junto a nossos sentimentos mais obscuros e tristes. Doma suas emoções e aprende mais sobre o amor. Se entrega aos novos fatos da verdadeira vida e assim consegue colaborar ainda mais, como o final deixa a entender.

Quem sabe não teremos mais filmes com o personagem, além de Nosso Lar.


VÍDEO SHOW

ENTREVISTA COM O ATOR Werner Schünemann QUE INTERPRETA EMMANUEL EM NOSSO LAR


Estimados confrades gaúchos:

Estivemos no dia 12 de agosto de 2010, na reunião extraordinária do CFN, na Bienal do Livro em São Paulo, onde tivemos a benção de assistir em sessão especial no Cinemark do Shopping Zona Norte, o filme Nosso Lar.

Tenho poucos adjetivos para qualificá-lo com justiça. Nossa linguagem é pobre para expressar a grandeza da produção. Ela utiliza os meios conhecidos do cinema atual, mas seu efeito é de uma força incomparável e provoca uma emoção inigualável nos que o assistem. Ele é ímpar, cativante, encantador, extraordinário. Estavam lá presentes dirigentes de 18 federativas estaduais, Presidente, Vices, Diretores e colaboradores da FEB, além de outros convidados. Todos, sem exceção, verbalizaram a emoção incontida que aflorou ao assistirem cada cena, diálogo, música ou efeito especial do filme.
Por certo, amigos, vivemos um momento especial.

A Doutrina que será o futuro das religiões ganha um aliado vigoroso para o combate ao materialismo, a tecnologia e a força da comunicação representada pela sétima arte.
Transformemo-nos, cada um, em multiplicador da propaganda do filme e por certo, milhões de pessoas que não leram o livro e vivem na terra como se a vida espiritual fosse apenas um produto da imaginação de místicos, acordarão e começarão a ressignificar suas atitudes acelerando a transição para o estágio de mundo regenerador.

Divulgue, vá ao cinema, leve seus familiares, amigos, vizinhos, colegas. Forme grupos em sua casa espírita ou instituição ou na família e vamos agendar sessões de pré-estreia, comparecer á estréia, voltar ao cinema na segunda, na terceira... enfim, façamos a nossa parte, porquanto aqueles que acolheram do Alto a intuição abençoada de levarem as telas a notícia trazida pelo “peixinho vermelho” estão fazendo, magistralmente, a sua.

Ligue para a FERGS. Fone. 32241493

Mande email para assessoria@fergs.org.br ou decom@fergs.org.br

Vamos empenhar nossos esforços para que a Doutrina que nos felicita a alma, também dessedente milhares de outras que ainda não a conhecem.

Um abraço fraterno da irmã

Beth Barbieri
(Presidente da FERGS)

=============================================================
Em reunião extra foi realizada em SP, na quinta feira dia 12, o filme NOSSO LAR foi apresentado em pré-estreia, para a diretoria da FEB, comovendo a todos pela beleza e elevada concepção com que o livro foi adaptado para chegar às telas.
Vários esclarecimentos foram prestados pelo Nestor e por outras pessoas.

Foi enfatizado o seguinte:

IMPORTANTE
Para a FOX, que produziu o filme, o que interessa é a bilheteria. Se esta for um sucesso o filme será levado para o exterior. E para que isto se concretize o MAIS IMPORTANTE É A PRIMEIRA SEMANA, a segunda será a continuidade
da primeira, mas para fins de estatística o que prepondera é a PRIMEIRA.
Portanto foi recomendado que os espíritas divulguem isto:

VAMOS LOGO NA PRIMEIRA SEMANA EM MAIOR NÚMERO POSSÍVEL.

Outro ponto importantíssimo são as sessões extras, que é o seguinte:
Um grande grupo de pessoas combina com a direção de um dos cinemas uma sessão extra, por exemplo, domingo pela manhã. Se isto acontecer chama a atenção e repercute muitíssimo.

Às vezes a gente pensa em não ir à primeira semana devido às filas, mas devemos fazer um esforço.

Vamos aos cinemas, enfrentemos as filas, afinal Chico Xavier atendeu às filas por mais de 50 anos, de pé enquanto suportou, depois sentado, e assim foi, como sabemos.
Estamos incumbidos de preparar o reino do céu, na Terra - diz Joanna, este é um dos motivos pelos quais é
importante comparecer.

Abraços.
Suely Caldas Schubert



ficha técnica:
título original:Nosso Lar
gênero:Drama
duração:01 hs 50 min
ano de lançamento:2010
site oficial:http://www.nossolarofilme.com.br
estúdio:Cinética Filmes e Produções
distribuidora:Fox Filmes do Brasil
direção: Wagner de Assis
roteiro:Wagner de Assis, baseado em livro de Chico Xavier
produção:Iafa Britz
música:Philip Glass
fotografia:Ueli Steiger
direção de arte:Lia Renha
figurino:Luciana Buarque
edição:Marcelo Moraes
efeitos especiais:Intelligent Creatures
29-07-2010 ////////
NOSSO LAR
FILME DE WAGNER DE ASSIS, QUE ESTREIA EM SETEMBRO, INVESTE EM EFEITOS VISUAIS

Como você imagina que é a vida após a morte? O filme “Nosso Lar”, baseado no best-seller homônimo de Chico Xavier, descreve em detalhes a vida em uma colônia espiritual através de relatos do espírito do médico André Luiz. Para criar estes ambientes desconhecidos, contou com uma direção de arte grandiosa e efeitos especiais jamais vistos em produções brasileiras. O longa leva às telas mais de 350 imagens com efeitos visuais desenvolvidos pela empresa canadense Intelligent Creatures, responsável pelo mesmo trabalho em filmes como “Babel” e “Watchmen”.
A soma de cenários, figurinos, maquiagem e efeitos especiais leva o espectador aos três universos retratados no filme: o planeta Terra, a onírica colônia Nosso Lar e o sombrio umbral, uma espécie de purgatório. A responsável pela tarefa de criar visualmente a história contada no livro de Chico Xavier foi Lia Renha, diretora de arte do filme, que iniciou o trabalho ainda no período de pré-produção. Como o Nosso Lar é uma colônia, ela precisou construir uma cidade fictícia. Para isso, trabalhou com uma equipe grande de arquitetos e cenógrafos para montar os ministérios, vias, prédios, casas e tudo o mais que existe no lugar.
Para diferenciar o Nosso Lar do umbral, Lia brincou bastante com as cores e com a luminosidade: “Por estar em uma dimensão elevada, a cidade precisava ser luminosa, fluídica. Tinha que passar para o espectador toda a energia positiva que permeia o lugar. Já o umbral tem sofrimento, é denso, sem luz. Trabalhamos com muito cinza, cor de ferrugem e fumaça para criar um clima sombrio”. Os figurinos também foram criados nesta mesma linguagem. As roupas são cheias de camadas, translúcidas e leves.
Para marcar a passagem do protagonista pelo umbral, foi preciso mudar a fisionomia do ator Renato Prieto usando técnicas de caracterização. Foram criadas feridas no corpo com o auxílio da maquiagem; com o látex, foi improvisada uma barriga falsa e uma longa barba foi acoplada ao rosto do ator. Completam o visual de Prieto gosmas, poeira e um líquido que lembra sangue coagulado.
No início do projeto, Wagner de Assis não imaginava que “Nosso Lar” seria tão grandioso e revela que a realização de cada cena era repleta de aprendizado e descoberta: “Queria poder dar à história tudo o que ela merece, então precisava investir nos efeitos para que o filme tivesse credibilidade. Usamos todas as técnicas de efeitos visuais disponíveis no mercado”. Isso pode ser percebido, por exemplo, na cena em que o protagonista André Luiz caminha por um imenso e sombrio vale situado entre montanhas pontiagudas criadas por computação gráfica, assim como as árvores mortas e nuvens de fumaça. Já na colônia, as construções de arquitetura ousada e futurista também são fruto do trabalho da Intelligent Creatures, empresa responsável pela pós-produção que, de acordo com o diretor, unia a estrutura, a experiência e a capacidade de lidar com imprevistos necessárias para a tarefa. Flores, animais e outros elementos também foram acrescentados virtualmente em diversas cenas.
A equipe brasileira viajou diversas vezes para Toronto e enfrentou temperatura de 33° C negativos no rigoroso inverno canadense para acompanhar o trabalho de pós-produção, que levou nove meses. Geoff Scott, supervisor de efeitos visuais, chegou a liderar uma equipe de 90 profissionais trabalhando no filme. Ele conta que Wagner tinha uma ideia formada sobre o que queria ver em seu filme e coube à Intelligent Creatures trabalhar para ajudá-lo a realizar essa visão: “Nós trabalhamos juntos para criar centenas de conceitos de imagem que definiam o ‘Nosso Lar’ antes de criar os efeitos finais do filme. Ficamos muito orgulhosos com o resultado. Foi um imenso prazer trabalhar neste projeto”.
Mesmo contando com toda essa tecnologia em seu filme, Wagner diz que a história é o grande atrativo de “Nosso Lar”, que estreia nos cinemas em 3 de setembro: “A gente sempre teve em mente que todos esses efeitos são secundários, apenas ajudam a contar a história. O que importa de verdade é o drama”.
Fonte: http://paginadocinema.com.br/reportagens/index/92/0/Nosso_Lar
Cartaz Oficial


23/07/2010 - 07h02
Rosanne Mulholland explora outras facetas em
"Nosso Lar"
EDU FERNANDES
Da Redação

Atriz Rosanne Mulholland em cena do filme "Nosso Lar", interpretando uma jovem que não acredita que sua vida terrena acabou

De carona na onda espírita que tomou conta do cinema brasileiro com o sucesso de "Chico Xavier", “Nosso Lar” leva para as telas o romance de mesmo nome psicografado pelo médium mineiro.
É a história do médico André Luiz (Renato Prieto), que "desencarna" e vai "para o plano espiritual". O filme tem estreia prevista para 3 de setembro.
O elenco conta ainda com Werner Schünemann, Ana Rosa, Othon Bastos e Paulo Goulart. A atriz Rosanne Mulholland faz o papel de uma jovem inconformada com a própria morte. Ela falou ao UOL Cinema sobre o seu trabalho.
UOL Cinema - Você fez "Araquaya" em 2004. Como é voltar a fazer filmes de época?
Rosanne Mulholland - É muito bom. Nesse filme a imersão é mais intensa do que nos outros, porque a gente vai para uma outra dimensão. Tudo é tão diferente, as roupas, os objetos...
UOL Cinema - Nos filmes que você participou mais recentemente, como "Falsa Loura", a temática era bem diferente, com violência ou cenas sensuais. Como encara esse trabalho mais pacífico?
Rosanne Mulholland
- No meu trabalho, eu gosto de explorar todas as facetas humanas e a violência e o sexo também fazem parte da vida. Acho bom ir para esse lado mais inocente, ou mais puro. Penso que foi mais tranquilo. “Nosso Lar” explora uma faceta muito importante, que é a morte, o destino do qual ninguém escapa. É necessário discutir esse assunto também.
UOL Cinema - As produções com teor espírita estão em alta, a começar pelas telenovelas e, de uns anos pra cá, com filmes. Você usou algo desse material para entrar no clima de "Nosso Lar"?
Rosanne Mulholland - Não vi esse material. Quando a gente filmou “Nosso Lar”, esses filmes não tinham sido lançados. Eu lembro das novelas espíritas, mas não fiz uma pesquisa para o filme com elas. Eu me dediquei mais à história em si do “Nosso Lar” e ao projeto do Wagner de Assis, o diretor.
UOL Cinema - Qual era sua relação com o tema espiritismo antes de começar a trabalhar em "Nosso Lar"?
Rosanne Mulholland - Eu não tinha uma relação com a doutrina. No set de filmagem, eu era uma das poucas no elenco e na equipe que não segue o espiritismo. Talvez por isso que eu tenha sido escalada para a personagem que não acredita que morreu, que quer voltar para a Terra de qualquer maneira. Eu admiro duas coisas no espiritismo, pelo o que já vi. Acho que, especialmente entre as diferentes formas da fé cristã, os espíritas são os que menos julgam os outros e os mais preocupados em ajudar o próximo.
UOL Cinema - "Nosso Lar" tem muitos efeitos visuais para criar o mundo espiritual. Isso influenciou no seu trabalho?
Rosanne Mulholland - Em alguns momentos, sim [risos]. É estranho, pelo menos no Brasil, ter de fazer as cenas com um fundo azul no meio da cidade cenográfica. Mas eu acho que foi bom também, traz uma nova experiência para minha carreira.
Fonte: http://cinema.uol.com.br/ultnot/2010/07/23/rosanne-mulholland-explora-outras-facetas-em-nosso-lar.jhtm

ELENCO DE NOSSO LAR
Renato Prieto
... André Luiz
Fernando Alves Pinto
... Lísias
Rosane Mulholland
... Eloisa
Inez Viana
... Narcisa
Rodrigo dos Santos
... Tobias
Werner Schünemann
... Emmanuel
Clemente Viscaíno
... Clarêncio
Helena Varvaki
... Zélia
Aracy Cardoso
... Dona Amélia
Selma Egrei
... Luisa
Othon Bastos
... Governador
Ana Rosa
... Laura
Paulo Goulart
... Genésio
Lu Grimaldi
... Veneranda
Chica Xavier
... Ismália
Nicola Siri
... Ernesto
Amélia Bittencourt
... Judite
Lisa Fávero
... Clarice
César Cardadeiro
... Mariano
Anna Cotrim
... Eloisa's Mom
Vânia Veiga
... Iolanda

Terça-feira, 13/07/2010

Ana Maria Braga conversa sobre o assunto com o espírita Luiz Augusto Queiroz, produtor de NOSSO LAR.




ACOMPANHE O BLOG
http://nossolar-ofilme.blogspot.com/
Click na planilha para ampliar

SAIU O Making Of Nosso Lar - Arte:



Notas de Produção V - Uma Biblioteca Informal
sábado às 05:26
A produção mal começara e os primeiros pedidos logo indicaram a
necessidade urgente - ter livros Nosso Lar à disposição de todos. No
início, achamos que seria apenas um ou outro interessado. Mas Nosso
Lar não é um best seller há mais de 60 anos à tôa. Dez, vinte, trinta
livros foram chegando e sendo emprestados a todos os que começavam os
trabalhos no filme. Dia a dia, os diversos temas presentes nos 50
capítulos, mesmo os que, em função da adaptação não estiveram na
história do filme, eram abordados. Inicialmente, o campeão de
perguntas, no entanto, era o Umbral. Como é esta dimensão? Onde ela se
encontra? Por que os espíritos ainda sentem o corpo? As explicações e
os estudos não raro extravasavam o próprio filme e encontravam a vida
pessoal dos profissionais do filme.

Mas a coisa não parou por aí. Logo, alguém teve a idéia de montar uma
biblioteca informal. Toda a obra de André Luiz sobre a vida espiritual
foi logo providenciada. Entre a terra e o céu, Os Mensageiros,
Libertação, um a um dos 16 títulos foram sendo passados entre as mãos
dos mais de 100 profissionais que integram a equipe. Os temas não
pararam nas zonas mais densas que envolvem o Planeta. Conforme os
primeiros projetos foram saindo, as primeiras locações sendo
escolhidas, as propriedades da matéria, a forma de vida no mundo
espiritual, os tratamentos espirituais viraram temas recorrentes nas
conversas da sala do café ou mesmo nas reuniões de trabalho. Aos
poucos, percebemos a importância da obra que André Luiz deixou para o
mundo, através da mediunidade de Chico Xavier. Aos poucos, descobrimos
mais e mais questões "escondidas" nas leituras rápidas - que se
revelavam com a atenção nas entrelinhas.

Nosso Lar não passa impune para qualquer leitor e esperamos que não
passe impune para os espectador. Os livros da biblioteca? Bem, eles
foram docemente transformados em brindes. Com muito prazer.






Nota de Produção IV - Em Los Angeles
quinta, 27 de maio de 2010 às 19:39

Essa história já faz parte das “lendas da produção do filme Nosso Lar”, como diz o produtor executivo Luiz Augusto de Queiroz. Então, lá vai, no relato do diretor-roteirista Wagner de Assis, quando, em uma das várias viagens a Los Angeles, na busca por contatos e tentativas de viabilização do filme, eles viveram a inesquecível experiência.

“Era 10 de maio de 2008. Fazíamos uma reunião atrás da outra. Mostrávamos o livro e o projeto do filme Nosso Lar a tantas pessoas da indústria do cinema que as reações variavam do ‘quem é Jesus?’ a ‘porque vocês não fazem filmes de terror?’; outros, no entanto, ficavam emocionados, boquiabertos e absolutamente interessados no projeto. Nada concreto, no entanto, se materializara.

Num fim de tarde, o Luiz lembrou que existia em Los Angeles a sede da Self-Realization Fellowship, organização fundada pelo guru Paramahansa Yogananda, responsável pela difusão da ciência da Yoga na América no início do século XX.

Um lindo oásis de calmaria em meio à cosmopolita cidade, formado por um lago cercado de estações representantes de várias religiões (uma das buscas de Yogananda é a comunhão entre as diferenças). A principal delas é uma imagem de Jesus Cristo de braços abertos sobre um pequeno monte de onde escorre uma doce cachoeira. Outras traziam passagens de Francisco de Assis, Krishna, Buda, e, ainda, um pequeno memorial com parte das cinzas de Mahatma Gandhi. Tudo marcado por um silêncio que invadia a alma.

Na parte superior, um lindo templo cuja cúpula tinha pontas douradas emanava paz, beleza e tranqüilidade. Tentamos subir mas os monges logo nos informaram que o local estava fechado porque serviços religiosos da noite estavam em andamento – seria a comemoração pela memória do aniversário de Sri Yukterswar, o guru de Yogananda. Lamentamos, ainda insistimos um pouco, mas nada. O monge estava irredutível. Sem saída, resolvemos andar um pouco mais pelos demais caminhos de meditação.

Eis então que nos deparamos com um enorme portão de madeira maciça e uma tranca com chave. Dava acesso, através de uma estreita escada de pedra, à parte superior. Estava fechado, certamente. Nem pensamos em passar por ele. Quando seguimos adiante, um barulho peculiar e o ‘susto’: o portão simplesmente se abriu sozinho. Espaçou-se um pouco. E parou. Um segundo de hesitação nos olhares. Sim, era um convite.

Subimos. No caminho, ainda reparamos nos corvos que sobrevoavam as árvores por perto. Barulhentos. Negros e enormes.

O templo estava completamente vazio. Realmente, uma grande festividade estava sendo preparada, a julgar pelas lindas guirlandas de flores, pelos panos coloridos adornando-o, pela acuidade e limpeza de tudo. Entramos e contemplamos. Um momento lindo, luz de fim de tarde invadindo pelos cristais da cúpula, cheiro de tulipa no ar e, incrível, uma doce cítara sendo tocada em algum lugar daquele Universo (tempos depois descobri que era um sistema de som interno mesmo...)

Ao longo das paredes, e no altar principal, fotos de Gurus de linhagem nobre pareciam nos olhar com carinho e compaixão. ‘Reafirmamos internamente os sonhos que queríamos materializar’, lembra o Luiz.

Durante os cerca de 10 minutos que ficamos dentro do templo, ninguém passou por nós, ninguém entrou, ninguém nos viu. E os preparativos continuavam!

Na saída, pegamos o mesmo caminho. Estávamos alegres e renovados. Nesse momento, a apenas alguns metros à frente, uma enorme águia, que estimamos tivesse mais de 2 metros de largura de asa, deu um rasante inacreditável e capturou uma pequena cobra com suas patas. A cena rara, digna daqueles documentários sobre o mundo animal, deixou-nos absortos por alguns momentos. Começamos a falar sobre os símbolos que ela lhes ensinava.

Mas a coisa não parou por aí. Luiz lembrou de um poema do escritor indiano Rabindranath Tagore, que Yogananda gostava de cantar. Começou a cantarolar.

“Quem está no meu templo
Suas portas estão abertas
Suas luzes estão acesas
Como ave escura
As trevas voam pra longe”

De repente, enquanto descíamos a pequena escada, todos os corvos que estavam nas árvores começaram uma revoada por sobre nós. E, incrível, um a um, eles voaram para longe. Naquele dia, tivemos a certeza que o filme iria se tornar realidade.”

FONTE: http://www.facebook.com/note.php?note_id=392926588930&id=281241464902&ref=mf
value="http://www.youtube.com/v/PKIGF5ucbSo&hl=pt_BR&fs=1&">

VEJA NOVO MAKING OFF DE NOSSO LAR
______________________________________________
<a href="http://video.br.msn.com/?mkt=pt-br&from=PTBR_Reuters&vid=2f43c65f-777e-4eed-893d-b1dc70d1fcb7" target="_new" title="Exclusivo: 'Making of' de 'Nosso Lar'">Vídeo: Exclusivo: 'Making of' de 'Nosso Lar'</a>
NOSSO LAR: Do Livro ao Filme
Nosso Lar é o um dos livros - o mais vendido até hoje - psicografados pelo médium brasileiro Chico Xavier, que compõem uma coleção intitulada A Vida no Mundo Espiritual, atribuída ao espírito André Luiz. No movimento espírita brasileiro essa coleção é também conhecida como Série Nosso Lar.

Clássico da literatura espírita brasileira, Nosso lar é um romance que versa sobre os primeiros anos do médico André Luiz após sua morte, numa "colônia espiritual", espécie de cidade onde se reúnem espíritos para aprender e trabalhar entre uma encarnação e outra. O romance levanta questões acerca do sentido do trabalho justo e dignificante e da Lei de Causa e Efeito a que todos os espíritos, segundo o espiritismo, estariam submetidos.

A novelista Ivani Ribeiro teve o livro Nosso lar entre suas bases para escrever a novela A viagem, que até agora teve produzidas duas versões, ambas com sucesso e impulsionando a venda de literatura relacionada ao tema.

Nosso Lar, obteve o primeiro lugar entre os dez melhores livros espíritas publicados no século XX, segundo pesquisa realizada em 1999 pela "Candeia Organização Espírita de Difusão e Cultura"[1]).

http://sinuhesilvavieira.blogspot.com/2010/05/livro-e-filme-nosso-lar.html

______________________________________
NOTAS DA PRODUÇÃO DE NOSSO LAR
______________________________________
No dia 10 de março de 2005, ao entrarem na Federação Espírita
Brasileira para a primeira reunião sobre o filme Nosso Lar, o diretor Wagner de Assis e o ator Renato Prieto se sentiam como “navegadores do século XV que chegavam
aos governantes dizendo: - temos um sonho, uma vontade e a capacidade de navegar”.


Durante meses, outras reuniões foram necessárias para que os
propósitos, os processos e a forma fosse demonstrada – fazer um filme
à altura do livro, com apelo universal, em qualidade visual, com os
melhores profissionais possíveis onde quer que eles estivessem. E que
falasse a todos os públicos.

Os direitos de filmagem do livro Nosso Lar foram cedidos no final de
2005 pela Federação Espírita Brasileira para a Cinética Filmes e
Produções. Agora, havia uma história e um oceano à frente. Afinal,
navegar é preciso. E filmar também.


Uma história poderosa, lida, relida e estudada durante gerações. Um
médium missionário. Um espírito educador e libertário, disciplinado
e amigo. Um coordenador espiritual milenar. Um livro campeão de
vendas. Todos esses fatos e a responsabilidade de adaptá-la para o
cinema. Wagner de Assis resolveu ouvir o que os leitores tinham a
dizer. “Incontáveis” reuniões em centros espíritas, casas de amigos, fóruns de discussão.

O roteirista lembra que usou duas edições “de tanto escrever e mexer,
a primeira, aquela edição de capa rosa do início da década de 80,
simplesmente desmontou”.

Até que as escolhas começaram a ser feitas. Momentos de dor. De
criação. Carpintaria dramática. Madrugadas insones. “O roteirista vê
o filme antes de todo mundo”, lembra Wagner. E a emoção ao colocar o
“fade out final” pela primeira vez. “Chorei pacas”, ele recorda.
Corre-se uma maratona para escrever. E mais dez para reescrever.
Foram dez tratamentos de roteiro ao longo de 3 anos. Mas nada como
aquela primeira versão, finalizada no dia 30 de abril de 2006...



APRESENTAMOS Atores e Diretores do filme Nosso Lar no 3º Congresso Espírita Brasileiro EM 16 DE ABRIL DE 20100000000 NA FEB EM BRASÍLIA/DF e uma reportagem no Jornal do SBT
_______________________________________________________________________



---> TRAILER OFICIAL de " NOSSO LAR "

NOSSO LAR é uma adaptação do livro homônimo, um best seller, psicografado pelo Médium Chico Xavier. Estréia nos cinemas do Brasil no dia 03 de setembro 2010

SINOPSE:

________
A trajetória de um médico pelo mundo espiritual.

Após a morte do seu corpo físico, famoso médico acorda no mundo espiritual e vai viver numa colônia que paira sobre a Terra, onde terá que aprender novos valores morais e vencer a saudade da família na Terra. Adaptação para o cinema do livro homônimo escrito por Chico Xavier.




_______________________________________________________
Click nas Fotos para Ampliar
Equipe do Filme
Realização das Últimas Cenas do Filme

Estrelando:

Renato Prieto como André Luiz

Paulo Goulart, Othon Bastos, Ana Rosa, Werner Schunemann, Rosane Mulholand.






Fernando Alvez Pinto, Rodrigo dos Santos, Nicola Siri, Helena Varvaki, Clemente Viscaíno, Lisa Fávero, César Cardadeiro, Aracy Cardoso.








__________________
Nosso Lar [Em Produção]
(Nosso Lar, Brasil, 2010)

Tipo: Longa-metragem / Colorido
Produtora(s): Cinética Filmes e Produções
Diretor(es): Wagner de Assis
Roteirista(s): Warner de Assis
Trilha Sonora: Phillip Glass
Direção de fotografia:Ueli Steiger, ASC.
Efeitos Visuais:Lon Molnar (Intelligent Creatures)
Produzido por: Iafa Britz Prêmios
Produtor Executivo Luiz Augusto de Queiroz
Produtora Executiva : Elizabeth Marinho Dias
Co-produtor executivo: Luiz Claudio Barbosa
Produtor associado: USA Harold Apter
Maiores Informações acessem:
www.nossolarofilme.com.br/
http://twitter.com/nossolarofilme
http://www.facebook.com/profile.php?id=529918320&ref=pymk#/?ref=home
http://home.myspace.com/index.cfm?fuseaction
http://www.orkut.com.br/Main?uid=5689329954718436835#Profile?uid=5689329954718436835
EQUIPE DE FIGURINO DO FILME "NOSSO LAR"

Produtores comentam filme Nosso Lar (2010) em visita a FEB

BOLETIM TV CEI-> Entrevista com Luiz Augusto de Queiroz, Diretor do Banco BRJ que Investe no Filme através do FUNCINI
______________________
Fotos da Equipe de Filmagem e Elenco

- Elenco e equipe de filmagem
- Espírito Obsessor de André Luiz
- Nosso Lar “ in Blue “
- Turma de Maquinária Elétrica e Platô

CLICK NAS FOTOS PARA AMPLIAR














_________________________________________________________________
REPORTAGENS SOBRE CONSTRUÇÕES DE CENÁRIOS
_________________________________________________________________
Clic na Imagem para Ampliá-la

A cena filmada neste espaço é do momento em que André chega ao hospital da colônia NOSSO LAR, depois de um longo período no Umbral

CENÁRIOS DO FILME " NOSSO LAR "
______________________________
Mário Cesar Filho
Atividade: Comunicações ou mídia
Profissão: jornalista
Local: Rio de Janeiro : Brasil
Blog:http://rascunhopassadoalimpo.blogspot.com


Em meio à rotina do trabalho, algo interessante aconteceu esta semana. No prédio em que trabalho, distante do centro urbano, reparei nas últimas semanas uma movimentação de operários construindo uma espécie de cenário. E na última segunda-feira percebi que estava certo. A foto acima representa um dos cenários de um filme que está sendo rodado. Trata-se da filmagem de Nosso Lar, baseado no livro espírita homônimo, psicografado por Chico Xavier através do espírito André Luiz.
Quem conhece este livro, sabe que é uma das obras mais importantes para compreensão do mundo espiritual, e assim da Doutrina Espírita. Publicada em 1944, é a primeira de uma série de obras psicografadas de André Luiz.
Confesso que fiquei feliz em presenciar de perto este momento, por dois motivos. Primeiro que sou apaixonado pelo universo do cinema, e vejo com muitos bons olhos o cinema nacional voltando a fazer sucesso. Segundo porque vejo com entusiasmo a oportunidade de transformar em filme (de grande produção por sinal) uma história fantástica que narra o dia-a-dia da maior colônia espiritual do Brasil, com milhões de espíritos desencarnados, apresentado por um espírito de luz como André Luiz. Na verdade, o próprio conta a sua história de como ele chegou a esse ambiente, nos desvendando o universo espiritual.
Além de tudo isso, como que “por acaso”, esbarrei na entrada do banheiro com o ator Renato Prieto, que interpreta no filme André Luiz. Muito simpático, este ator é bastante reconhecido no meio espírita principalmente pelo seu trabalho de divulgação da doutrina através de suas belas e emocionantes peças, entre elas Além da Vida (que tive o privilégio de assistir), E a vida continua, e o próprio Nosso Lar.
Ele me contou que o filme é uma produção americana (não chegou a mencionar o nome, mas desconfio que seja Fox Filmes), com a maioria da equipe, portanto, estrangeira, mas com elenco nacional, incluindo ele. É gratificante saber que existe interesse estrangeiro (no caso a Fox) em querer filmar uma história espírita e nacional, já que se baseia no livro de Chico Xavier.
A produção realmente impressiona pela sua estrutura, com número de profissionais envolvidos, equipamentos utilizados etc. Uma boa produção, um elenco excelente e uma história fantástica são elementos fundamentais para acreditar que este é um filme que promete! E espero conferir o mais breve o resultado final na tela grande.

fonte: http://rascunhopassadoalimpo.blogspot.com
________________________________________________
NOTA DE ESCLARECIMENTO:
________________________________________________
--> Quem é Mário Cesar Filho

É o jornalista feitor da Matéria e autor da foto do "Cenário do Hospital do Filme Nosso Lar".

Veja matéria em seu blog: http://rascunhopassadoalimpo.blogspot.com

________________________________________________

O Administrador deste Blog "TRILHAS" http://valintim.blogspot.com é GERALDO MOTA VALINTIM e não é jornalista.

Atendendo ao pedido de um dos integrantes do Filme NOSSO LAR, que não quis identificar-se, refez esta matéria fazendo constar apenas informações sobre a produção do filme: NOSSO LAR.

Pede desculpas ao jornalista MÁRIO CÉSAR por " interpretações equivocadas " em alguns comentários sobre esta matéria.

___________________________________________
CONSTRUÇÃO DO AEROBUS DE NOSSO LAR“ _____________________________________________


Filme brasileiro será baseado no livro psicografado Nosso Lar, de Chico Xavier.

Débora Ertel/Da Redação

Novo Hamburgo 21/08/2009 - Em breve o talento de um artista hamburguense será conhecido na tela dos cinemas de todo o Brasil. Alvoni Nissola da Silveira, 51 anos, foi o responsável pela construção do ônibus espacial que irá compor o cenário do longa-metragem brasileiro Nosso Lar. O filme é baseado no livro Nosso Lar, psicografado por Chico Xavier pelo espírito do médico André Luiz. Embora o meio de transporte intergalático não se movimente, seu tamanho é real. Com a ajuda de dez colaboradores, o artista precisou de dois meses e meio para fazer o aerobus de 14 metros de comprimento, três de largura e lugar para 34 passageiros. A peça foi produzida com 95% de fibra de vidro e 5% de madeira.

A equipe de trabalho não teve moleza, em ação de segunda à sexta-feira, das 8 às 22 horas, aos sábados e algumas vezes até aos domingos. Na noite de quarta-feira um guincho colocou a obra de arte, construída em um galpão do bairro Boa Saúde, no caminhão. Hoje ao meio-dia o equipamento, com cerca de três toneladas, deverá chegar numa fazenda da capital do Rio de Janeiro e aguardar pelas gravações.
Concurso
Silveira, além de construtor de projetos, é técnico em fiberglass e designer, é especialista em metalurgia e tornearia e amante de carros antigos. A experiência de 27 anos, aliada ao detalhismo adquirido na restauração de veículos com fibra de vidro, fez com que o hamburguense vencesse o concurso para construir o ônibus espacial. Segundo ele, seu trabalho foi descoberto por meio da internet. "Quando eu vir o aerobus no cinema será muito gratificante", comenta. Enquanto isso, ele já trabalha em outros projetos. Um é a conclusão da restauração de um Shelby Cobra e o outro é a tratativa para construir uma cabine de avião, que será usada para simulação de voos.
FONTE: http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/geral,canal-8,ed-60,ct-501,cd-212807.htm
-->Clique na Foto para Ampliá-la

Foto:Diego Vara
Ônibus espacial "invade" BR-116
Pesando cerca de três toneladas, a peça levou quase três meses para ficar pronta

Peça fará parte de longa-metragem inspirado em livro psicografado por Chico Xavier
Quem passou nesta quarta-feira pela BR-116, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, deparou com uma cena inusitada. Uma réplica de um ônibus espacial com 14 metros de comprimento e 10 metros de largura, rebocado por uma carreta, se deslocava pela rodovia em direção ao Rio de Janeiro.
A peça, produzida em solo gaúcho, fará parte das filmagens do longa-metragem inspirado no livro psicografado por Chico Xavier, chamado Nosso Lar.
Pesando cerca de três toneladas, a peça levou quase três meses para ficar pronta. Produzida em um galpão no bairro Boa Saúde. A obra, produzida por Alvoni Nissola da Silveira, foi feita em madeira, fibra de vidro e acrílico e deve chegar ao Rio de Janeiro no final de semana.
ZERO HORA
FONTE: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1§ion=Geral&newsID=a2624262.xml
_________________________________________________
REPORTAGEM DO ESTADÃO EM 03 DE fevereiro de 2010
_________________________________________________

Experiência espiritual traduzida em imagens

Previsão é que efeitos de Nosso Lar, baseado em Chico Xavier e dirigido por Wagner de Assis, estejam concluídos até março; estreia será em setembro
Luiz Carlos Merten


Cinéfilo que se preze deve se lembrar da obra-prima do autor japonês Hirokazu Kore-Eda, Depois da Vida. Após a morte, as pessoas são levadas a uma estação intermediária, na qual escolhem o momento de suas vidas que será recuperado para que elas o levem para a eternidade. Kore-Eda talvez não tenha lido Chico Xavier, e muito menos o primeiro dos 16 livros que lhe foram ditados pelo espírito de André Luiz, mas a essência é parecida. Nosso Lar mostra a primeira etapa da vida após a morte. Neste ano do centenário de nascimento de Chico, não é só a vida dele que ganha filme dirigido por Daniel Filho, com estreia prevista para a Semana Santa, quando se estará comemorando a data. Nosso Lar também vai chegar ao cinema, mas só em setembro.

No mês que vem, Lon Molnar conclui os efeitos de Nosso Lar e a previsão da produtora Iafa Britz, que assina o filme pela Cinética, empresa do diretor Wagner de Assis, é ter a primeira cópia pronta em maio, para trabalhar o lançamento, que deve ser um dos mais importantes do ano. Iafa inicia nova etapa profissional abandonando a Total Entertainment, que lança na sexta, no País, High School Musical - O Desafio. Não houve briga entre as partes que compunham a Total. "É o momento de eu seguir carreira-solo", diz Iafa, mas Nosso Lar ainda não tem a marca de sua produtora.

São pelo menos cinco anos de trabalho. Iafa ouviu do diretor que queria fazer este filme pela primeira vez em 2004 ou 2005. Não foi fácil adquirir os direitos do livro, mas as coisas começaram a se tornar viáveis quando a Fox embarcou no projeto. Para os padrões do cinema brasileiro, é um filme caro e os efeitos contabilizam cerca de 30% do custo - os mais caros da cinematografia nacional. Iafa explica que valeu a pena esperar. "Há cinco anos não tínhamos dinheiro nem a tecnologia necessária para fazer o filme com acabamento."

Ela conta que o precedente de Bezerra de Menezes, mesmo que ambos os filmes sejam diferentes, foi importante porque mostrou que há um público interessado nesse tipo de produção. Mesmo assim, evita o entusiasmo antecipado. Se o filme fizer milhões de espectadores, ótimo, mas será consequência da qualidade ou do apelo popular, até mesmo daquilo que Daniel Filho tiver conseguido emplacar com sua cinebiografia de Chico Xavier. "Essa história é muito rica e bonita. O filme fala de espiritualidade, de esperança. Não é um projeto comum e, por isso, conseguiu tantas parcerias. Lon (Molnar) se associou à gente, o compositor Philip Glass, também. Estamos muito gratos pela participação deles, mas estamos pagando aquilo que um filme caro brasileiro pode pagar."

Lon Molnar já havia conversado com o repórter pelo telefone, em dezembro, da sede de sua empresa no Canadá. Você pode saber mais sobre a Intelligent Creatures no site, http://www.intelligentcreatures.com/#People. Molnar admitiu que estaria cobrando, e gastando, muito mais se a produção fosse hollywoodiana, mas disse que o filme, em termos de invenção e acabamento, não ficará devendo nada aos demais que integram seu currículo, e um caso recente é o de Watchmen, de Zack Snyder. Ele adorou trabalhar com o universo de super-heróis de Snyder e acrescentou que o diretor não é apenas aberto a sugestões, mas também sabe o que quer e consegue motivar a equipe a fazer o que deseja. O caso de Nosso Lar é diferente. Ele chega a citar outro trabalho recente, Babel, de Alejandro González Iñárritu. "A base aqui também é real e a diferença é que estamos tratando de uma experiência espiritual visceral. Como traduzir isso em imagem?" Ele conta que um dos principais técnicos da companhia foi enviado ao Brasil para preparar, e acompanhar, a filmagem. "A escolha das locações foi muito importante. Muitas vezes a colocação da câmera ou o uso de azul como fundo já previa o efeito a ser aplicado posteriormente. Não se filma de qualquer jeito e depois aplica o efeito. Não é assim que funciona."

A produtora cita exemplos. "Quem leu o livro sabe a importância que assume a muralha no isolamento do mundo espiritual. A ideia inicial era construir uma muralha de três metros e depois trabalhá-la na pós-produção. Terminamos construindo uma muralha de 70 metros em Sagatiba e, mesmo assim, ela foi ampliada para cerca de 8.700 metros, criando um efeito impressionante." Quem conhece a Praça Paris, no centro do Rio, perto da Cinelândia, vai ter dificuldade para identificá-la como a base da entrada do "nosso lar", constituído pela governança e pelos ministérios. "Em toda parte, o conceito consistiu sempre em combinar áreas construídas com efeitos. Não posso ceder nenhuma foto da Praça Paris modificada porque os efeitos não estão concluídos e está com cara de 2-D. Mas depois me cobrem se esse material não estiver muito impressionante."

No telefone, Molnar admitiu que nunca havia visto, nem ouvido falar, de Depois da Vida, mas ficou curioso pelo trabalho do cineasta japonês e adorou os detalhes o fato de, no limite, o pedaço de vida que as pessoas escolhem após a morte virar uma metáfora do próprio cinema. Nosso Lar trata justamente do choque das pessoas na passagem para outras esferas. "Temos um elenco muito forte e eu seria irresponsável se começasse a destacar algumas participações, mas não resisto a enumerar duas. Renato Prieto faz o protagonista e é através dele que entramos nesse universo. Rosana Mulholland vai deixar todo mundo chapado. Ela é a personagem que se revolta com a morte e quer voltar. Acredito que seja a personagem mais passível de identificação e ela, além de belíssima, põe intensidade de arrepiar nas cenas."

Iafa Britz ainda está muito envolvida no processo de Nosso Lar, mas gostaria muito de acreditar que, se o filme estourar, como espera, as pessoas não reconheçam somente a importância e emoção do tema. "Essa equipe toda está ralando muito para fazer o grande filme que Nosso Lar merece. Chico Xavier foi um iluminado, todo mundo sabe. Daniel (Filho) filma o homem, Wagner (de Assis) resgata a obra. Essa obra merece ser vista pelo que carrega de compaixão, de possibilidade de entendimento. Os efeitos estarão lá, mas não para chamar a atenção. O que importa é a história." Foi o que também disse Molnar. "Quando o efeito se torna mais importante que o contexto, qualquer profissional sério vai achar que falhou. Queremos o melhor, mas não por exibicionismo. O que importa é a história, essa história."

COMENTÁRIOS


03/02/2010, Mário Cesar Filho
Tive o privilégio de ver de perto um dia de filmagem dessa grande produção. E tenho certeza que será um sucesso, não só pela linda história, mas pelo cuidado técnico! Depois do lendário "Ghost - Do outro lado da vida", Nosso Lar será um filme que vai surperar.

FONTE:http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100203/not_imp505421,0.php
________________________________________________________
TRILHA SONORA DE "NOSSO LAR "
______Philip Glass__________________________________________________


(Baltimore, 31 de janeiro de 1937) é um compositor americano e está entre os compositores mais influentes do final do século XX. Sua música é normalmente chamada de minimalista, embora ele não aprecie esta expressão.[1]
É um compositor muito prolífico tendo produzido inúmeros trabalhos entre óperas, sinfonias, concertos, trilhas sonoras para filmes e outros trabalhos em colaboração com outros músicos. Tem dois filhos e atualmente possui residência no estado de Nova Iorque nos Estados Unidos e na província da Nova Escócia no Canadá. É defensor da causa tibetiana.[1]
Obra
Entre as óperas produzidas por Glass podemos citar Satyagraha (1980) baseada na vida de Mahatma Gandhi[2] que inclui diversos mantras. Compôs também a ópera Itaipu (1989) referindo-se a usina de mesmo nome[3] que possui texto em guarani. Também é dele Days and Nights in Rocinha (1997) que foi escrita após uma visita de Glass a favela da Rocinha antes do Carnaval.[4]
Glass compôs trilhas sonoras para diversos filmes, começando por Koyaanisqatsi (1982), dirigido por Godfrey Reggio que está entre as trilhas sonoras mais influentes.[5] Podemos citar também como trabalhos na área de trilha sonora para filmes Mishima (1985),[5] Kundun (1997)[5] sobre o Dalai Lama, a trilha sonora dos demais documentários da trilogia Qatsi em Powaqqatsi (1988)[5] e Naqoyqatsi (2002), além de The Truman Show (1998)[5] que usou partes das trilhas de Mishima e Powaqqatsi e The Hours (2002)[5] o qual recebeu uma indicação para o Óscar.[6] Recentemente produziu a trilha para os filmes The Illusionist (2006)[5] e Notes on a Scandal (2006),[5] este último lhe rendendo uma indicação ao Óscar de melhor trilha sonora.[7]
Além de trabalhos sinfônicos, Glass também possui fortes ligações com rock e música eletrônica, sendo que o artista de música eletrônica Aphex Twin já colaborou com Glass.[8] Vários outros artistas foram influenciados por sua obra como Mike Oldfield, John Williams e bandas como a Tangerine Dream. Brian Eno inclusive confirma a influência que teve de Glass.
Possui um estúdio[9] freqüentado por artistas famosos como David Bowie, Lou Reed e Björk, chamado Looking Glass.[10]
Entre as influências que recebeu de outros artistas, podemos citar Ravi Shankar que mudou sua percepção da música indiana. O encontro deles ocorreu durante as filmagens de Chappacqua (1966), onde Glass escreveu juntamente com Shankar a trilha sonora para este filme. Em 1990 voltariam a trabalhar juntos em Passages.[11]
FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Philip_Glass



______________________________________________
EFEITOS ESPECIAIS DE NOSSO LAR
_Lon Molnar__
__Intelligent Creatures _________________________________________




______________________________________________________________
'Nosso lar' completa ano de Chico Xavier• Ano de centenário de nascimento de Chico Xavier, maior expoente do espiritismo no Brasil, 2010 terá o lançamento de dois longa-metragens sobre ele nos cinemas.
Além da cinebiografia dirigida por Daniel Filho, que deve estrear em 2 de abril, os brasileiros verão em setembro o médium em "Nosso lar", adaptação do livro de mesmo nome psicografado por Xavier em 1944. Maior clássico da literatura espírita nacional, o romance - que acabou virando série - é contado sob o ponto de vista do espírito André Luiz, que, como um repórter, transmite suas impressões sobre o mundo espiritual pós-vida para Xavier.
Dirigido por Wagner de Assis ("A cartomante"), "Nosso lar" é rico em efeitos especiais. "O filme todo se passa em uma cidade espiritual chamada Nosso Lar, e o maior desafio foi a construção dessa cidade", explica a produtora do filme Iafa Britz. "Durante meses, nossa diretora de arte e um grupo de arquitetos se debruçaram sobre esse projeto, que é verdadeiramente arquitetônico. Depois, tudo foi recriado pelo pessoal dos efeitos especiais."
Para a fotografia e os efeitos especiais foram convocados profissionais internacionais, incluindo o diretor de fotografia Ueli Steiger (de "10.000 A.C", e "O dia depois de amanhã") e o supervisor de efeitos especiais Lev Kolobov, da empresa canadense Intelligent Creatures ("A caçada", "Babel" e "Watchmen"). No elenco, "Nosso lar" tem Renato Prieto, Othon Bastos, Ana Rosa, Werner Schunemann, Lu Grimaldi, Nicola Siri e Chica Xavier e Paulo Goulart - que também participa do longa de Daniel Filho.
Sobre a possibilidade de bater de frente com outra produção sobre Xavier nos cinemas neste ano, Britz afirma que "não tem concorrência". "Um filme é 'primo' do outro. 'Chico Xavier' sai em abril, e o nosso, em 3 de setembro. E são filmes muito diferentes. 'Chico' é baseado em uma biografia escrita por outro autor. 'Nosso lar' é uma adaptação de uma obra que foi escrita por ele, um livro que teve tiragem de 2 milhões de cópias e que, estatisticamente, foi lido por 16 milhões de pessoas", diz a produtora, envolvida no projeto desde 2005.
"Sabemos do potencial do filme e esperamos que ele atinja o público como um todo. Qualquer um pode gostar e se interessar por 'Nosso lar'. É uma história que pode ser contada não só para quem é espírita mas para qualquer um", conclui.
Nascido em 1910 no município de Pedro Leopoldo (MG) e morto em 2002 em Uberaba (MG), Xavier publicou mais de 400 livros em vida, todos eles, afirmava, psicografados através de conversas com espíritos. Estima-se que mais de 20 milhões de exemplares de sua obra já foram vendidos.
Fonte: http://www.midianews.com.br/?pg=noticias&cat=16&idnot=16872
_______________________________________________
ENTREVISTA COM RENATO PRIETO
NA FOLHA ESPÍRITA
_______________________________________________
ENTREVISTA COMPLETA SOBRE CINEMA ESPÍRITA EM 2010
http://valintim.blogspot.com/2010/02/2010-o-ano-das-producoes.html
______________________________________________

Nosso Lar
__________________________
O filme Nosso Lar, dirigido por Wagner Assis e com Renato Prieto no papel principal, retrata o primeiro livro psicografado por Chico Xavier com o espírito do médico André Luiz. Publicado em 1944, Nosso Lar conta a trajetória de André Luiz após seu desencarne, passando pelo Umbral e descrevendo a colônia espiritual que dá nome ao livro, até retornar à Terra para rever seus familiares.

FE – Como surgiu a ideia de levar ao cinema a história do livro Nosso Lar?
Renato Prieto – Eu já tinha sido procurado, devido ao projeto dos espetáculos que faço em teatro, para transformar essa série em vídeo, mas as coisas acontecem de acordo com o que a espiritualidade determina, na melhor hora. A produção desse filme é da Cinética Filmes, com a direção de Wagner Assis. Há muitas pessoas envolvidas no projeto, a própria FEB, na pessoa do Nestor Masotti. Acredito que, pela experiência no teatro, tenham pensado em mim para fazer esse papel.

FE – Como foi para você encenar o papel de André Luiz nesse filme?
Renato – Bom, acredito que eu tenha sido escolhido, além da familiaridade com as obras dele, por ter uma idade próxima da idade física de André Luiz. Precisei emagrecer 17 quilos, com acompanhamento médico. Veio a transformação, o estudo, o trabalho de pesquisa, os treinamentos, até chegar o momento em que estava fisicamente e artisticamente pronto para as filmagens, que duraram mais dois meses e meio.

FE – Você sempre fez o papel do espírito André Luiz no teatro. Como foi levar para o cinema? Houve diferenças?
Renato – Fiz vários espetáculos de textos ditados pelo André Luiz e psicografados por Chico Xavier, adaptados para o teatro. A visão é totalmente diferente. No teatro temos uma resposta imediata, o público está mais próximo, a emoção é mais direta, o ator sente o retorno na hora. Já no cinema, existe uma delicadeza mais pontual. Precisei me adaptar a muitas coisas, aprender outras, e foi uma experiência maravilhosa. Contei com o conhecimento e generosidade da produção, tive de estar atento e concentrado o tempo todo.

FE – O filme entra no circuito nacional em 3 de setembro, no ano em que comemoramos o centenário do nascimento de Chico Xavier. Podemos dizer que é um “presente” à memória de Chico?

Renato – Falar que é uma coincidência é o mesmo que pseudônimo de nossos amigos espirituais, que querem ficar ocultos. Acho que tudo se juntou, que houve uma boa conspiração nesse sentido para que houvesse o filme do Chico Xavier e a produção desse filme baseado em um best-seller. Não sei se exagero, mas acredito que essa obra seja uma das mais conhecidas escritas por Chico Xavier. Acho também que não peco no exagero se disser que André Luiz é um personagem dos mais conhecidos na Doutrina Espírita, falo personagem e não personalidade, que é o caso de Chico Xavier ou Divaldo Franco... O personagem André Luiz é de fama nacional. Acho que estrear neste ano, em que todas as coisas permeiam essa temática, me faz sentir extremamente agraciado, por poder participar de alguma forma na divulgação em larga escala de um assunto tão gratificante que é a Doutrina Espírita.

FE – Em sua opinião, o que o público pode esperar do filme Nosso Lar?

Renato – É um filme de imensa qualidade, tanto técnica quanto de efeitos especiais, com uma equipe técnica e atores escolhidos a dedo, e finalização e música espetaculares. Houve uma preocupação coletiva de realizar um trabalho a altura dessa grande obra. O público vai se sentir muito honrado de ser um adepto do Espiritismo e gostar de ver um filme de grande impulso para a difusão da Doutrina Espírita.
__________________________________________________]
FONTE: FOLHA ESPÍRITA
___________________________________________________
ENTREVISTA COM FERNANDO ALVES QUE INTERPRETA "LÍSIAS" NO FILME
___________________________________________________

____________________________________________________
ENCONTREI ESSA FOTO GARIMPANDO NO GOOGLE!

____________________________________________________
Carlos Chagas (1879-1934)
Osvaldo Cruz (1872-1917
Faustino Esposei (1888-1931
_________________________________________________________________
ANDRÉ LUIZ: O ESPÍRITO LUMINOSO
Em 1943, Chico Xa­vier vivia em Pedro Leopoldo (MG), sua cidade natal, quando foi contatado por um espírito que havia desencarnado no Rio de Janeiro. A entidade -- imaterial e cons­ciente de si, como todo espírito deve ser segundo as leis do es­piritismo -- disse ao médium que "ditaria" alguns livros. Chico perguntou quem ele era. E a resposta veio com outra pergun­ta: "Como é o nome do rapazinho que dorme aí no quarto ao lado?" Era uma referência ao sobrinho do médium, que se chamava André Luiz. "Então, doravante, será esse meu nome."

Começava ali uma longa par­ceria entre Chico Xavier e André Luiz. No decorrer dos 24 anos seguintes, entre 1944 e 1968, o médium mineiro psicografaria 16 obras cujo conteúdo lhe se­ria revelado por esse espírito. A primeira delas, Nosso Lar (FEB), hoje é um clássico -- o livro espírita de maior sucesso no Brasil, com quase 2 milhões de exemplares vendidos. De tão popular, acabou virando até fonte de inspiração para telenovelas. Acaba de ser adaptado para o cinema . E será para sempre conside­rado uma referência na literatura espírita brasileira.

Nosso Lar é um romance tobiográfico em que André Luiz narra seus primeiros anos de vida após a morte. A história se passa numa espécie de colônia espiritual, lugar onde os espíritos se reúnem para aprender e trabalhar entre uma encarnação e outra. A obra discute questões cruciais para a doutrina espírita, como o sentido significante do trabalho e a Lei de Causa e Efeito, a que todos, segundo o espiritismo, estariam submetidos. André Luiz, que nunca existiu, com esse nome, conta a experiência de se perceber fora do corpo, sentir-se preso a uma região de dor e escuridão -- o chamado umbral -- e entender-se, lenta e progressivamente, que a alma desencarnada tem funções importantes a cumprir.

Para os espíritas, a obra é uma revelação: uma das mensagens de consolação prometidas por Jesus à humanidade. "Essas mensagens divinas, que de tempos em tempos descem do céu para a Terra, modificando amplamente o cenário social e moral do mundo, são verdades aguardadas ansiosamente pelo coração humano", diz Lori Marli dos Santos, coordenadora do Instituto de Divulgação Espírita André Luiz, em Curitiba (PR).

Foi só depois de oito anos no umbral que André Luiz encon­trou a comunidade descrita em "Nosso Lar". Ali, descobriu que sua mãe e uma de suas irmãs esta­vam num plano mais elevado, enquanto o pai e as outras duas irmãs permaneciam em ciclos in­feriores. Ficou sabendo também que sua esposa havia se casado novamente, com um homem que estava adoecido. Como tinha sido médico em sua última encarnação, reaprendeu a exercer o antigo ofício. E tornou-se um espírito luminoso, capaz de atuar como doutor espiritual.

Especulações

Mas, afinal, quem teria sido André Luiz em sua vida passada? O espírito não fornece informações sobre encarnações anteriores, exceção feita à última. Sobre essa, revela apenas alguns detalhes em Nosso Lar. Os motivos para tanto mistério teriam sido dois: poupar seus herdeiros da exposição e evitar que essa discussão sobrepujasse a mensagem espiritual que ele tinha a apresentar.

Descontadas especulações sem qualquer fundamento, admite-se que André Luiz tenha sido um médico sanitarista, que viveu no Rio de Janeiro entre o final do século 19 e o começo do século 20.' Teria morrido jovem, provavelme nas décadas de 1920 ou 1930, com idade na faixa dos 40 anos. "Filho de pais talvez excessivamente generosos, conquistara meus títulos universitários sem maior sacrifício, compartilhara os vícios da mocidade do meu tempo, organizara o lar, conseguira ffilhos, perseguiria situações estáveis que garantissem a tranquilidade econômica do meu grupo familiar", descreve o espírito na obra psicografada por Chico Xavier. "Mas, examinando atentamente a mim mesmo, algo me fazia experimentar a noção do tempo perdido, com a silenciosa acusação da consciência."

Alma rubro-negra

Com base nessas informações, três hipóteses são as mais cogi­tadas. A primeira delas sugere que André Luiz pode ter sido em sua última encarnação o médico sanitarista Carlos Chagas (1879-1934), famoso por ter descoberto o protozoário Trypanosoma cruzi -- agente causador da doença de Chagas. Para alguns especialistas no assunto, entre­tanto, a personalidade de um não combina com a do outro. Chagas era um sujeito ocupado demais com suas pesquisas, que vivia alheio aos problemas da vida cotidiana. André Luiz, por outro lado, parece ter sido um homem essencialmente prático.

A segunda hipótese aponta para outro sanitarista histórico: Osvaldo Cruz (1872-1917), pioneiro no estudo de doenças tropicais. Mas, de novo, os estudiosos iden­tificam discrepâncias de personalidade. Embora fosse um homem da ciência, Cruz era religioso, enquanto André Luizz admite em "Nosso Lar" que tratava religião como mero com­promisso social.

Para muitos espíritas, a tercei­ra hipótese é a mais plausível de todas: André Luiz teria sido o neurologista Faustino Esposei (1888-1931, ilustração abaixo). Oriundo de uma tradicional famí­lia carioca, ele deu aulas de neu­rologia e psiquiatria na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Presidiu o Clube de Regatas do Flamengo três vezes, entre 1920 e 1928. E seu temperamento, dizem os defensores da tese, coincidia com o do médico cujo espírito foi parceiro de Chico Xavier. "A con­duta vibrante, a jovialidade, a inteligência, a perspicácia... Faus­tino Esposei e André Luiz tinham todas essas características em comum", afirma Lori.

A coordenadora do instituto espírita acredita que dificilmen­te saberemos quem realmente foi André Luiz. Mas as compa­rações com o ex-presidente do Flamengo, pelo menos, rendem histórias bem-humoradas entre os seguidores do espiritismo. "Em nosso mural de recados na internet, certa vez nos deparamos com uma mensagem posta por um jovem que dizia assim: se André Luiz fosse vascaíno, não teria passado tantos anos no umbral."

POR TIAGO CORDEIRO DESIGN MICHELE KANASHIRO
ILUSTRAÇÃO CAVANI ROSAS E MURILO MACIEL

A partir da revista "Aventuras na História - Espiritismo". Aquira o exemplar na Loja Abril

fonte
http://www.partidaechegada.com/2010/04/andre-luiz-o-espirito-luminoso.html

68 comentários:

Reinaldo Silva disse...

Olá Parabéns pela blog, ainda mais sobre o filme de André Luiz.
Boa sorte, etcaritas.com

Anônimo disse...

Fico feliz que mais uma obra espírita para as telonas, assim muitos poderão compreender que não estamos sozinhos.
Parabéns pela iniciativa deste filme.
Abraços Fraternos

Carlos Henrique Santos Blaudt

silvia disse...

Fico feliz pela iniciativa de algumas pessoas mostrarem a nossa realidade, a de que não estamos sozinhos neste universo maravilhoso e que ainda muito teremos que aprender a respeito da espiritualidade.
Abraços

Lúcia disse...

estou encantada,aguardo anciosa p ver este filme.
parabéns aos iniciadores do projeto....q desejo todo sucesso durante e depois da realização da empreitada.
q a paz e a luz sejam constantes p vcs.

Anônimo disse...

Que maravilha!!! Já era tempo de explorarem essa linda obra em filme. Não vejo a hora de assistir. Tomara que não pare por aí. Há muitos outros que devem ser tb transformados em filmes. Parabéns a todos que tiveram esta iniciativa.
Rita de Cássia G. Silva

Anônimo disse...

Prezado Mario,
realmente um grande pequeno "furo" de reportagem "roubando" uma foto de um cenário do filme - provavelmente sendo montado ainda, porque o cara sentado na maca não é sequer personagem.
Bacana ainda a colagem de imagens que você fez, encontrando informações que estão no site do filme www.nossolarofilme.com.br e também buscando no You Tube videos amadores para exemplificar, além, é claro, das imagens do livro da Heigorina Cunha, o Cidade no Além.
Queria, no entanto, esclarecer-lhe e pedir que você esclarecesse duas informações muito importantes: não se trata de uma produção americana mas sim brasileiríssima. Há uma parte da equipe estrangeira, com gente do Canadá e dos Estados Unidos. Apenas isso. E o filme já está em fase de finalização, com efeitos visuais sendo feitos no Canadá e nunca realizados no cinema brasileiro.
Por fim, um pedido - você pode esclarecer aos seus leitores que as imagens mostradas, tanto do You Tube quanto da própria internet (como no caso da imagem inicial, no topo da página) NADA têm a ver com o filme?
Muita paz e parabéns por dar seguimento ao tema. Precisamos da Internet para divulgar este filme desde já.
Grato,
Um amigo que, claro, participa do filme e não gostaria de se identificar

Anônimo disse...

Mario
tudo chega muito rápido. soube do seu blog .realmente é o cenário mas sou eu na foto..como ja foi feito um comentário-verdadeiro- de um anônimo da equipe ...confirmo
SIM, represento no filme o André Luiz..e fico muito feliz em contribuir fazendo a minha parte na divulgação desta doutrina que tão bem responde aos nossos questinonamentos/dúvidas fazendo com que caminhemos em PAZ.
Renato Prieto
parabéns.

antonio marques disse...

Porque oa pessoa que fez o comentario não quis se identificar, pelo menos os seus comentarios, não ficaria na duvida se ele faz parte da equipe ou não, gostei mais da atitude do ator (Renato Prieto) que faz o papel de André Luiz, que diz disee que era ele mesmo, bem cada um toma a atitude que acha melhor, agora quanto ao filme só de saber já me emocionei bastante, assim como eu, tenho certeza que outros tambem vao se emocionar, agora nada é por acaso, eu acredito que o filme está vindo no momento exato, pelas turbulencias que o planeta esta passando, quem sabe a gente começa a refletir um pouquinho mais.
Fraterno abraço
Antonio Marques

nara disse...

Que maravilha!
estou ansiosa pela estréia. Parabéns a todos envolvidos neste projeto. E que possam seguir com outros...
Muita paz
Nara Regina - Porto Alegre RS

Sandra disse...

Graças ao livro Nosso Lar,hoje sou espirita e só tenho que agradecer,pois o Espiritismo nos esclarece e nos permite que a cada dia procuremos a nossa melhora.
Parabéns desde já a todo o elenco do filme,paz e luz a todos.
Sandra

LEX disse...

Olá, parabéns a todos. Estou ancioso para assistir e muito feliz em saber desta produção. Sempre imaginei que Nosso Lar poderia ir para as telonas mas e este sonho virou realidade!!!

Será que existe algum trailer sobre o filme???

ambn disse...

Alguem tem idéia de quando será lançado o filme??? já tem data prevista???
abraço a todos

Anônimo disse...

Ola, Mario,
sou eu de novo, seu amigo anonimo que participa do filme.

Venho pedir novamente que indique que os videos do You Tube NADA TEM A VER com o filme. Como jornalista, seria bom que voce informasse a seus leitores isso.

As imagens do filme estarao muito em breve para o grande publico. Tenho certeza que voce podera ajudar e muito nessa divulgacao.

Ainda, mais um detalhe - as imagens de Santa Tereza NAO sao locacoes do filme tambem. Uma pena...mas posso te adiantar que filmamos por lá, em outro lugar.

E, claro, a informacao de que o Chico Xavier escreveu o roteiro tambem esta equivocada. Imagino que esteja no site da Ancine, porque voce usou valores de orçamento que estao desatualizadissimos...

No mais, obrigado por falar e movimentar esse blog com esse intuito. Agradecemos em nome do filme.

E, aos que reclamaram do anonimato, exercitamos aqui o despersonalismo tao falado e ensinado na cidade. Apenas as informacoes valem. E o filme eh maior que todos...

Que todos os que lerem essas informacoes possam dissemina-las com o teor da verdade.
Muita paz,
Um membro da equipe do filme Nosso Lar

Anônimo disse...

Gostaria de expressar aqui a minha alegria em ver crescente a divulgação do espiritismo de uma forma chamativa que é o cinema, embora, muita gente não tenha acesso. O importante é ver que a cada dia, surge interesse do ser, em descobrir uma forma de obter respostas claras e convincentes para perguntas nunca respondidas a contento antes. Que esse filme,seja um sucesso grandioso e a vc Mário, parabéns pela iniciativa de divulgação. Abraços fraternos e muita paz.
Mariza F. R. A. Fortaleza- Ce

Anônimo disse...

Fico muito curioso para saber o elenco deste filme, e assistir pelo menos o trailer parabéns a todos por essa extraordinária iniciativa. Acredito que o cinema brasileiro certamente irá decolar este filme.

matuto disse...

Feliz, muito feliz e desejo toda a felicidade pela grandiosa realização,
Parabens pelo filme
Abraços mais que fraternos
Isidoro Gabriel Ribeiro

raquel disse...

Fiquei muito feliz em saber sobre o filme, desde que li Nosso Lar, fiquei a imaginar como seria maravilhoso vê-lo em forma de filme, estou ansiosa pela estréia.

Amanda Aouad disse...

Muito bom, espero ansiosa pela estreia. Torço para que o filme seja bem realizado e faça jus à história. Já passou da hora de filmes espíritas (e não apenas espiritualistas) invadirem as telas de cinema.

Anônimo disse...

Olá,
dê uma olhada no site oficial do filme
www.nossolarofilme.com.br

att
membro da equipe de produção

Mário Cesar Filho disse...

Olá! Apenas hoje (29/01/2010) tive o conhecimento de tal post e dos comentários que fizeram ao meu respeito. Infelizmente, houve um desencontro de informações e créditos de quem realmente divulgou tais informações. Então, gostaria de deixar o endereço do meu blog para leitura do texto em respostas aos comentários. http://rascunhopassadoalimpo.blogspot.com/2010/01/esclarecendo-sobre-o-post-nosso-lar-o.html
Obrigado.

Anônimo disse...

Fiquei emocionada e muito feliz ao saber deste filme. Em meio a tantas tragédias, o espiritismo nos traz a luz, o conforto e a certeza de que a vida não acaba aqui. Parabéns a todos por esta iniciativa! Paz e luz.
Eliane Aguiar

cristania disse...

Vai BOMBAR!!!
Amor Além da Eternidade, Ghost, Os Outro, Sexto Sentido, O Invisível... e tantos São temáticas atemporais e q sempre estão no imaginário de cada ser, mesmo aqueles q pensam na sobrevivência da alma como uma impossibilidade...
Sucessooosss

erick bandeira disse...

O filme Nosso Lar será um marco na história do cinema nao só brasileiro, mas também mundial.

Mas assisitindo seu trailer, percebi alguns erros na produção. Tais como:

- No mundo espiritual as pessoas (espíritos) se comunicam através da mente (telepatia) e não pela voz articulada. No filme todas as pessoas "falam" com a voz.

- Todos sabem que os espiritos podem voar, aparecer e desaparecer .. no trailer nao vi ninguem fazendo isto.


- São milhoes de almas que vivem no mundo espiritual, mas no filme todos usam o mesmo figurino.

Bem .. ainda nao assisiti o filme na integra, talvez exista mais erros.. mas mesmo assim.. parabenizamos a FE pela realização do filme.

Denise disse...

Nasci espírita, desde 1986 sou trabalhadora desta seara e para mim ver nas telas do cinema "Nosso Lar" é mais do que um encantamento...
Parabéns pela iniciativa, para nós espíritas é motivo de muita alegria!

O Sagrado caminho das Bruxas disse...

AO erick bandeira

Provavelmente o nosso irmãzinho acima ainda estar conhecendo o espiritismo e ainda não leu NOSSO LAR.
...Só os espíritos evoluídos tem a faculdade de comunicação pelo pensamento, Nosso Lar é um cidade Espiritual adianta em relação à terra, portanto a maioria dos espíritos que estão em NOSSO LAR (desconsiderando seus lideres), saíram a pouco da orbe terrestre. Um espírito grosseiro ou atrasado saído da terra não pode de pronto ter uma faculdade tão pura e fina com essa, é preciso aprender purificar-se evoluir e, é para isso e muitas outras coisas que a cidade espiritual serve.

Emerson R.

Marcos disse...

Parabéns ! Desde que li Nosso Lar, há 15 anos, sonho em ver na tela essa obra-prima. Não vejo a hora de estar em uma boa sala de cinema para ver esse filme que promete ser sensacional.

Lúcia disse...

VO O COMENTÁRIO DE MARCOS,E TBM DIGO O MESMO...Ñ VEJO A HORA DE ESTAR EM UMA SALA DE CINEMA P ASSITIR ESTE FILME..FICO IMAGINANDO A GRANDIOSIDADE DAS MSGS,DOS EFEITOS ESPECIAIS....
JÁ LI 4 VEZES O LIVRO NOSSO LAR,E CADA VEZ Q LEIO ,ENCONTRO QLGO Q ME DESPERTA DIFERENTEMENTE A FEFLEXÃO,PERCEBENDO A RIQUESA DE CONHECIMENTO E LIÇÃO P NOSSA VIDA...RECOMENDO LEITURA DA COLEÇÃO DE ANDRÉ LUIS....SÃO TODOS UMA MARAVILHA......

Anônimo disse...

No momento exato,a Espiritualidade mais uma vez nos socorre,intuíndo e auxiliando na produção de filmes espíritas, fazendo-nos refletir, consolando e esclarecendo.
Meus melhores votos de sucesso, parabéns a toda produção, muita paz, trabalho e alegrias.
Parabéns !
Abraços fraternos.
Ana Gardênia Cronemberger
Brasília-DF

Anônimo disse...

Simplesmente a mais esplêndida produção cinematográfica,que com certeza absoluta irá marcar toda minha vida, e todas as a outras que ainda terei. Meus agradecimentos a todos que participaram direta e indiretamente para dar vida eterna há um conceito que nunca vai morrer: a de que a morte não existe.

Anônimo disse...

oi estou deslumbra com essa obra espirita,pois li esse livro 2x as 7anos atras, vou aguardar o filme vai ser muito emocionante na tela,pois muita gente vai entender mais sobre o esperitismo,parabens.

Cléo Ortiz disse...

Acredito que estamos todos ansiosos em apreciar a visão do diretor nesta obra cinematográfica, que reproduz a conhecida colônia de além-túmulo. Desejo um grande sucesso a todos os que trabalharam neste projeto e fiquem à vontade, ainda existe muito mais a ser mostrado...

Jackeline Depp disse...

PARABÉNS GERALDO POR NOS MOSTRAR TANTAS INFORMAÇÕES SOBRE ESSE MARAVILHOSO FILME QUE COM CERTEZA FARÁ MUITO SUCESSO NACIONALMENTE E INTERNACIONALMENTE...
MESMO ANTES DE ASSITÍ-LO, SOMENTE PELO TRAILER, JÁ O CONSIDERO DIGNO DE OSCAR, NÃO ACHA VOCÊ?!!! RISOS
FORTE ABRAÇO DE PAZ E CORAGEM...
JACKELINE-CURITIBA-PR
BLOG JDM

Jackeline Depp disse...

PARABÉNS GERALDO POR NOS MOSTRAR TANTAS INFORMAÇÕES SOBRE ESSE MARAVILHOSO FILME QUE COM CERTEZA FARÁ MUITO SUCESSO NACIONALMENTE E INTERNACIONALMENTE...
MESMO ANTES DE ASSITÍ-LO, SOMENTE PELO TRAILER, JÁ O CONSIDERO DIGNO DE OSCAR, NÃO ACHA VOCÊ?!!! RISOS
FORTE ABRAÇO DE PAZ E CORAGEM...
JACKELINE-CURITIBA-PR
BLOG JDM

Anônimo disse...

Gente, esse será o primeiro depois de Chico Xavier-o filme, na divulgaçao nacional do espiritismo de Kardec, através de longa metragem. Se houverem erros, lembrem-se que estes são os pré-requisitos para os acertos. O que importa no final é A Grande Mensagem... Parabéns a todos pela iniciativa e sucesso!!!!! Ficarei no aguardo de mais longas, Abraços

ROSE ESPÍRITA disse...

MARAVILHOSO!
ESSE FILME SERÁ UM MARCO NO CINEMA NACIONAL;DEPOIS DO JÁ ACLAMADO: CHICO XAVIER
SEM DÚVIVA ESSE É O NAO DA DOUTRINA ESPÍRITA

disse...

mt feliz com o filme de chico xavier, e vem mais este grandioso trabalho pra complementar mais ainda a felicidade de nós uberabenses que teve a feliz companhia de chico aqui conosco.
parabéns estou a espera
obrigada pelo reconhecimento do trabalho deste grande homem

Flávio disse...

Nosso Lar foi o primeiro livro espírita que li, durante a leitura chorava copiosamente e orando me perguntava todo o tempo: Pai, porque tantas outras pessoas não têm acesso a essas verdades eternas, talvez, se tivessem, o conhecimento aqui explanado salvaria quantos milhões de almas hoje na ignorância das ilusões terrenas...e pensava também...quem sabe um dia, talvez por um filme arregimentemos mais trabalhadores de última hora; felizmente este momento chegou, parabéns a toda equipe.

Flávio disse...

Nosso Lar foi o primeiro livro espírita que li, durante a leitura chorava copiosamente e orando me perguntava todo o tempo: Pai, porque tantas outras pessoas não têm acesso a essas verdades eternas, talvez, se tivessem, o conhecimento aqui explanado salvaria quantos milhões de almas hoje na ignorância das ilusões terrenas...e pensava também...quem sabe um dia, talvez por um filme arregimentemos mais trabalhadores de última hora; felizmente este momento chegou, parabéns a toda equipe.

GERALDO VALINTIM disse...

olá Amigos,

Ouvi hoje na Rádio Rio de Janeiro uma entrevista com O Diretor do Filme Nosso Lar Wagner Assis e ele afirmou que haverá cenas de volitação. Peço a todos que leiam o livro com muita criteriosidade e ouçam o àudio Book no youtube, de grande valia para reforçarmos nossos conhecimentos sobre o assunto. Convido a todos a formarem uma corrente em torno do projeto de divulgação do filme.

Fraterno avraço,

Geraldo Valintim

Anônimo disse...

Meu nome é Elaine... costumo dizer que já nasci espirita em uma familia de catolicos e evangelicos, mas despertei para o espiritismo quando li "Nosso Lar" e me endentifiquei muito com a dontrina imediatamente . Sou espirita graças a Deus e estou muito feliz em saber que todo muido terá mais asseçoa essa belissima Obra! Parabéns!

Anônimo disse...

Meu nome é Elaine... costumo dizer que já nasci espirita em uma familia de catolicos e evangelicos, mas despertei para o espiritismo quando li "Nosso Lar" e me endentifiquei muito com a dontrina imediatamente . Sou espirita graças a Deus e estou muito feliz em saber que todo muido terá mais asseçoa essa belissima Obra! Parabéns!

Anônimo disse...

Olá, parabéns pela coragem e determinação,tenho certeza que esse filme mudará muito a vida das pessoas, para melhor é claro,boa sorte a todos.
com carinho
Cassiana S.Alonso

Anônimo disse...

Olá, parabéns pela coragem e determinação,tenho certeza que esse filme mudará muito a vida das pessoas, para melhor é claro,boa sorte a todos.
com carinho
Cassiana S.Alonso

GERALDO VALINTIM disse...

Eu vi o filme ontem no UCI Iguatemi-Fortaleza, me deixou anestesiado , gostei da sutileza de como foi tratado o tema e como já tinha lido o livro muitas vezes foi de certa forma uma nova descoberta, mantendo a essência moral com uma sutileza que só o universo cinematográfico nos proporciona.Trilha de tirar o fôlego e um gostinho de que vem continuação...porque o final deixou essa impresssão. Parabéns Wagner e equipe pela belíssima produção.

Regiane disse...

Estou encantada...vendo tudo a respeito do filme!parabéns!Regiane Mendes

andrea_dtn_1977 disse...

Estou , muito feliz com esse filme , eu perdi minha mãe e meu sogro este ano , eu desejo muito que os dois estejam no Nosso Lar , eles sofreram muito e muitas lágrimas correram das faces deles , eu começo a ver o trailler fico chorando , até imaginar vendo os dois lá imagino . Obrigada Deus , Jesus , Espírito Santo , Chico Xavier e todos os responsáveis pela obra .Beijos .

Eldorado disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eldorado disse...

A foto do espírito obssessor, de André Luis ao chegar no Umbral, postada neste blog é interpretado pelo ator Alexandre Wacker.
A produção deste filme está maravilhosa.

W disse...

É hoje!!!!!!!!!!!!!!!!!
Luz a todos!!!!!!!!!!!!

HAPPY FEST - CWB disse...

Fico feliz em ter a oportunidade de assistir este maravilhoso filme. um fantástico trabalho realizado nesta produção "Nosso lar".
saí do cinema estaziado e notei que ao terminar o filme, as pessoas
ainda estavam centadas e notei o choque que receberam. Desta forma notei que uma semente foi plantada no coração de cada um. Parabéns a este blog e a toda produção e envolvidos no filme "nosso lar" pela iniciativa de levar as telas, uma obra tão preciosa.
fabio de oliveira - curitiba

Anônimo disse...

O Blog está sensacional...e o filme mais ainda. Gostaria de saber se há a intenção de se lançar a trilha sonora do filme. Se não, gostaria muito de baixar a musica (piano) tema do filme? Alguém sabe o nome? Abraços fraternos. Alexandre

Vinicius disse...

Pessoal, assim ao filme "Nosso Lar". O filme foi muito bem feito e tem um história incrível. Vamos divulgar essa causa! Abraços!

GERALDO VALINTIM disse...

ALEXANDRE,

A musica AO PIANO executada no retorno de André Luiz ao Lar por Clarisse (sua filha) é do Beethoven " SONATA AO LUAR "
Segue Link: http://www.youtube.com/watch?v=kP_F6IYz0oI

ao piano: http://www.youtube.com/watch?v=U1USWKN2IMk&feature=fvw

fraterno abraço,

Geraldo Valintim

GERALDO VALINTIM disse...

ALEXANDRE,

A musica AO PIANO executada no retorno de André Luiz ao Lar por Clarisse (sua filha) é do Beethoven " SONATA AO LUAR "
Segue Link: http://www.youtube.com/watch?v=kP_F6IYz0oI

ao piano: http://www.youtube.com/watch?v=U1USWKN2IMk&feature=fvw

fraterno abraço,

Geraldo Valintim

Angelo disse...

Tenho muita preocupação pelas almas dos espiritas…
Possuem a moral do bem, porém seguem uma doutrina de fábulas…
acreditam que um espirito evoluiu por suas obras aqui na Terra, e que apenas ele pode se libertar, fazendo com q a verdade sobre a redenção dos pecados por Jesus seja nula.
Se o sangue de Deus não pode resgatar ninguém, então Deus não é mais onipotente. Isso é um disparate!
Fomos remidos pelo Sangue Precioso de Jesus Cristo, Cordeiro Imaculado, sim. Comprovam essa frase as seguintes passagens bíblicas:
“Fomos curados graças às suas chagas” (Is 53,5).
“Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Jo 1,29).
“O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em redenção por muitos” (Mc 10,45).
“Isto é o meu Sangue, o Sangue da Nova Aliança, derramado por muitos homens em remissão dos pecados” (Mt 26,28).
“Vós sabeis que não é por bens perecíveis (…) que tendes sido resgatados da vossa vã maneira de viver (…), mas pelo precioso sangue de Cristo, o Cordeiro imaculado e sem defeito algum” (1 Pd 1,18-19).
“Vós sabeis que não é por bens perecíveis (…) que tendes sido resgatados da vossa vã maneira de viver (…), mas pelo precioso sangue de Cristo, o Cordeiro imaculado e sem defeito algum” (1 Pd 1,18-19).
“Ele mesmo é a propiciação pelos nossos pecados” (1 Jo 2,2).
“Fomos reconciliados com Deus pela morte de seu filho” (Rm 5,10).
Enfim, embora Allan Kardec diga o contrário, está comprovado que a soteriologia e as leis espíritas são totalmente contra o que ensina o Nosso Senhor Jesus Cristo por meio das Escrituras. São Paulo alertou a Timóteo sobre esses malditos fautores de heresia que iludiriam os homens levando-os ao caminho do inferno: “Virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si. Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas” (2 Tm 4,3-4)

Lúcia disse...

MEU CARO IRMÃO ÂNGELO,SE FOMOS CRIADOS Á IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS,E SOMOS SEMPRE COLOCADOS SOB A INDULGÊNCIA DIVINA,SEM PERMISSÃO LÓGICA DA EVOLUÇÃO,QDO É Q ALCANÇAREMOS O PROPÓSITO DA CRIAÇÃO? COMO PODERÁ UMA CRIAÇÃO Q Ñ APRENDE SE QUER CAMINHAR SOZINHO CHEGAR A SE APROXIMAR DA IMAGEM E SEMELHANÇA DO SEU CRIADOR?
SEGUINDO SEU RACIOCÍNO,SEREMOS ETERNAS CRIANÇAS A CAMINHAR CEGAMENTE ....CREIO Q Ñ É ESSE O DESEJO DE UM PAI P COM SEUS FILHOS...PELO MENOS Ñ MEU P COM MEUS FILHOS E TENHO ABSOLUTA CERTESA Q NEM DE DEUS TBM É.
"VÁRIOS SÃO OS "PUROS" CAMINHOS,MAS DEUS É ÚNICO PONTO DE CHEGADA...SE QUEREMOS CHEGAR ATÉ ELE....APRENDAMOS A CAMINHAR E AJUDAR OS TARDIOS A FAZER O MESMO,TEMOS UMA ETERNIDADE P CONSEGUIR...CHEGAREMOS LÁ,ACREDITE.
ABRAÇOS RESPEITOSOS...
LÚCIA!

Angelo disse...

Irmãos,
Salve Maria!!

Deus quer a salvação e não a perdição das almas. Ele dá, a cada instante, a todas as almas, as graças de que elas têm necessidade para se salvarem. Bilhões de graças, em bilhões de instantes.
E ainda que um homem vivesse um só instante, Deus daria a ele, nesse único instante, o que ele necessitaria para salvar-se. Deus, então, não precisa nos dar várias vidas, para que nos aperfeiçoemos ou paguemos pecados de vidas anteriores, tanto faz. Tanto faz, porque, purgando-se ou progredindo em várias vidas, as almas todas alcançariam inelutavelmente a salvação.
O que o espiritismo faz, ao afirmar a doutrina da reencarnação, é negar o juízo de Deus após a morte e negar a existência e a possibilidade de ir ao inferno. Ora, Cristo nos disse:
"Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder a sua alma?" (Luc. IX, 25).
Logo, há almas que se perdem. Logo, não há reencarnação.
Outro fato que podemos identificar é a do bom ladrão.
Quando o bom ladrão rogou a Cristo que se lembrasse dele, ao entrar em seu Reino do Céu, Jesus disse ao ladrão:
“Ainda hoje estarás comigo no Paraíso” (Luc., XXIII, 43).
Ora, segundo a doutrina de Kardec, o ladrão deveria se reencarnar para pagar seus crimes de roubo. E Cristo lhe garantiu o contrário: não disse a ele que ele deveria se reencarnar, para, depois, se salvar. Disse-lhe que naquele mesmo dia estaria salvo, sem se reencarnar. Logo a reencarnação NÃO existe.

Reflitam e que Deus nos abençoe.

GERALDO VALINTIM disse...

Querido amigo Ângelo,
Respeitamos seu ponto de vista, mas acreditamos na evolução do ser, Jesus nos disse: " vós sois deuses ", portanto precisamos evoluir sempre. Acreditamos em Deus que é Justo, Bom e Soberano e sempre nos dá uma nova chance, por isso acreditamos na reencarnação para que possamos reparar e expiar os erros cometidos, senão, que sentido teria de podermos vir ao mundo uma única vez em situações tão adversas uns dos outros: Cegos, aleijados, surdos, mudos, ricos, pobres, etc?
Onde ficaria a Justiça Divina nesses casos?

É na reencarnação que acreditamos e no perdão e no amor e na caridade e na evolução espíritual irmão.

Paz e bem!

Geraldo Valintim

Ps.: O Filme Nosso Lar não quer converter as pessoas para o espiritismo e sim deixar uma mensagem de que podemos nos melhorar intelectualmente e moralmente, inclusive na Governadoria de Nosso Lar ficou bem claro o objetivo da freternidade, quando existe na sala os Símbolos de diversos redos religiosos.

Angelo disse...

Prezado Geraldo Valintim, salve Maria.

Certa vez, quando Cristo com seus apóstolos passou por um cego de nascimento, eles perguntaram ao Divino Mestre: "Por que este nasceu assim? Foi por culpa dele ou de seus pais?"
Ao que, Cristo respondeu: "NÃO FOI NEM POR CULPA DELE, NEM DE SEUS PAIS, MAS PARA MANIFESTAR A GLÓRIA DE DEUS".
Essa pergunta é a que você me faz, e a resposta de Cristo serve bem para você.
De fato, a pergunta dos Apóstolos -- e a sua -- partem de uma idéia anterior: todo sofrimento, toda deficiência seriam um castigo de Deus. E, na verdade, isso não é assim.
Deus conhece o futuro, e pode tirar de alguém um bem que a pessoa usaria mal. Ele nos dá a situação que melhor favorece nosso bem espiritual, retirando de nós aquilo que pode prejudicar nossa alma.
Por isso, nunca devemos nos revoltar com os males e cruzes que nos ocorrem, porque tudo Deus faz acontecer para nosso bem.
Podemos também identificar neste texto que Jesus explica que não é culpa do cego, portanto... não teria lógica o espiritismo, pois está claro que o cego estando neste estado físico, não está pagando nenhum pecado, mas sim para manifestar a glória de Deus.

Deus nos abençoe!

Angelo disse...

Irmãos, Salve Maria!

Vamos dar uma olhada no Salmo 82, o salmo que Jesus cita em João 10:34. A palavra hebraica traduzida "deuses" em Salmos 82:6 é elohim. Ela geralmente se refere ao único Deus, mas também tem outros usos. Salmo 82:1 diz: " Deus está na congregação dos poderosos; julga no meio dos deuses." Os próximos três versículos deixam bem claro que a palavra "deuses" refere-se a magistrados, juízes e outras pessoas que ocupam posições de autoridade e domínio. Chamar um ser humano em posição de autoridade de "deus" indica três coisas: 1) ele tem autoridade sobre os outros seres humanos; 2) o poder que ele exerce como uma autoridade civil deve ser temido; 3) Ele obtém o seu poder e autoridade de Deus, o qual é retratado como julgando toda a terra no versículo 8.
Este uso da palavra “deuses” para se referir a humanos é rara, mas é encontrada em outro lugar no Antigo Testamento. Por exemplo, quando Deus enviou Moisés ao Faraó, Ele disse: "Eis que te tenho posto por deus sobre Faraó, e Arão, teu irmão, será o teu profeta" (Êxodo 7:1). Isto significa simplesmente que Moisés, como o mensageiro de Deus, estava comunicando as palavras de Deus e era, portanto, o representante de Deus para o rei. A palavra hebraica elohim é traduzida como "juízes" em Êxodo 21:6 e 22:8, 9 e 28.
Vamos agora examinar o modo como Jesus usa esta passagem. Jesus tinha acabado de clamar que era o Filho de Deus (João 10:25-30). Em retorno, os judeus incrédulos acusaram Jesus de blasfêmia, uma vez que Ele alegou ser Deus (versículo 33). Jesus então cita Salmo 82:6, lembrando os judeus de que a Lei refere-se a homens comuns - embora homens de autoridade e prestígio - como "deuses". O objetivo de Jesus é este: você me acusam de blasfêmia por causa do meu uso do título "Filho de Deus"; mas sua própria Escritura utiliza esse mesmo termo para líderes em geral. Se aqueles nomeados divinamente para ocupar uma posição de autoridade podem ser considerados "deuses", quanto mais deve ser assim considerado o Único a quem Deus escolheu e enviou (versículos 34-36)?

Deus nos abençoe!

GERALDO VALINTIM disse...

Meu caro amigo Ângelo!
Vossas ponderações serão sempre respeitadas, mas cada um de acordo com o seu credo religioso, filosófico ou científico trará seu ponto de vista, mas sempre aceito por todos, mas com respeito fraternal, sempre cresceremos e o que importa diante desses diálogos é que que não fiquemos polarizando para saber quem está coma a razão ou com a verdade, pois sabemos que a verdade maior é Deus e a maioria das religiões leva a ELE e com certeza se estmos com ELE e consequentemente com os Seus ensinamentos de Amor e Fé estamos crescendo e evoluindo em busca de ver, sentir e vivenciar a Boa Nova do Evangelho do Mestre Jesus que nos disseste;Amai a Deus sobre yodas as coisas e Amai ao próximo como a nós mesmos.

A Doutrina Espírita segue os ensinamentos do mestre e Jesus!

Irmãos Amaivos e instruí-vos, tal é a Lei.

Fraterno abraço e que os nossos irmãos frequentadores deste blog possam apreciar e refletir sobre todos os comentários aqui postos. Este Blog deixa livre para comentários de qualquer credo religioso, desde que se mantenha o respeito e fraternidade

Geraldo Valintim

Angelo disse...

Caro Geraldo,
Salve Maria!

Gostaria de esclarecer que meus comentários de maneira alguma tiveram a intenção de desrespeitar ninguém.
Como disse o espiritismo possui uma moral excelente, realmente seguem o que moralmente deve ser feito, porém possui um grande problema doutrináio, no qual protesto a doutrina de reencarnação e o mais grave, a negação de que Jesus Cristo é o nosso Salvador.
Dizer que a maioria das religiões levam à Deus é um contrasenso, mesmo para pessoas extremamente relativistas como os espíritas.
Como dizer isto tendo em mente que o espiritismo nega verdades da fé?
Verdades que Nosso Senhor Jesus Cisto nos ensinou?
“É pelo sangue de Jesus Cristo que temos a Redenção, a remissão dos pecados, segundo a riqueza de Sua graça que Ele derramou profusamente sobre nós”, explica São Paulo aos Efésios (1,7). Nossa Redenção pela Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus é outra verdade fundamental da Fé Cristã. Nisto consiste propriamente a “boa nova” ou os “Santos Evangelhos”. Mas nem esta verdade tão central entra no credo espírita de Allan Kardec. Segundo ele, cada um deve ser seu próprio redentor através do sistema de reencarnações.
Jesus disse aos seus Apóstolos: “Aqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados” (Jo 20,23). Mas os espíritas não procuram receber o perdão divino que lhes é generosamente oferecido. O espiritismo nega a criação da alma humana, recusa a união substancial entre corpo e alma, afirma que não há anjos e demônios, repudia os privilégios de Maria Santíssima, não admite o pecado original, contesta a graça divina, abandona toda a doutrina sobrenatural, rejeita a unicidade da vida humana terrestre, ignora o Juízo particular depois da morte, não concede a existência do Purgatório, ridiculariza o Inferno, reprova a ressurreição da carne e desdenha o Juízo Final. Em uma palavra: renuncia a tudo que é Cristão.
Como pode o espiritismo negando a redenção dos pecados levar a Deus?
Ainda negando o Juizo Final, o que o espiritismo faz, ao afirmar a doutrina condenada da reencarnação, é negar o juízo de Deus após a morte e negar a existência e a possibilidade de ir ao inferno. Ora, Cristo nos disse:
"Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder a sua alma?" (Luc. IX, 25).
Logo, há almas que se perdem.
Portanto, reencarnação para evolução não existe.

Deus nos abençoe!

Angelo disse...

Caro Geraldo,
Salve Maria!

Gostaria de esclarecer que meus comentários de maneira alguma tiveram a intenção de desrespeitar ninguém.
Como disse o espiritismo possui uma moral excelente, realmente seguem o que moralmente deve ser feito, porém possui um grande problema doutrináio, no qual protesto a doutrina de reencarnação e o mais grave, a negação de que Jesus Cristo é o nosso Salvador.
Dizer que a maioria das religiões levam à Deus é um contrasenso, mesmo para pessoas extremamente relativistas como os espíritas.
Como dizer isto tendo em mente que o espiritismo nega verdades da fé?
Verdades que Nosso Senhor Jesus Cisto nos ensinou?
“É pelo sangue de Jesus Cristo que temos a Redenção, a remissão dos pecados, segundo a riqueza de Sua graça que Ele derramou profusamente sobre nós”, explica São Paulo aos Efésios (1,7). Nossa Redenção pela Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus é outra verdade fundamental da Fé Cristã. Nisto consiste propriamente a “boa nova” ou os “Santos Evangelhos”. Mas nem esta verdade tão central entra no credo espírita de Allan Kardec. Segundo ele, cada um deve ser seu próprio redentor através do sistema de reencarnações.
Jesus disse aos seus Apóstolos: “Aqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados” (Jo 20,23). Mas os espíritas não procuram receber o perdão divino que lhes é generosamente oferecido. O espiritismo nega a criação da alma humana, recusa a união substancial entre corpo e alma, afirma que não há anjos e demônios, repudia os privilégios de Maria Santíssima, não admite o pecado original, contesta a graça divina, abandona toda a doutrina sobrenatural, rejeita a unicidade da vida humana terrestre, ignora o Juízo particular depois da morte, não concede a existência do Purgatório, ridiculariza o Inferno, reprova a ressurreição da carne e desdenha o Juízo Final. Em uma palavra: renuncia a tudo que é Cristão.
Como pode o espiritismo negando a redenção dos pecados levar a Deus?
Ainda negando o Juizo Final, o que o espiritismo faz, ao afirmar a doutrina condenada da reencarnação, é negar o juízo de Deus após a morte e negar a existência e a possibilidade de ir ao inferno. Ora, Cristo nos disse:
"Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder a sua alma?" (Luc. IX, 25).
Logo, há almas que se perdem.
Portanto, reencarnação para evolução não existe.

Deus nos abençoe!

GERALDO VALINTIM disse...

Caro Amigo ângelo,

Eu disse que não iria polarizar, gostaria apenas de saber quem lhe deus essa informações totalmente equivocadas sobre a Doutrina Espírita? Porque muitas das afirmações estão equivocadas, qual sua fundamentação, vc realmente leu os Livros da Codificação Espírita? ou já buscou aprofundar sobre o assunto?

Fraterno abraço com a Paz do Metre Jesus que tanto amamos e que vc afirma ao contrário, mas Ele verdadeiramente sabe dos nossos verdadeiros interesses!

Geraldo Valintim

Angelo disse...

Prezado Geraldo,

Conheço a doutrina espírita e seus ensinamentos, posso escrever aqui várias contradições contra os ensinamentos de Jesus.
Veja o que o Espiritismo diz sobre Jesus: "Importa, pois, (que) se risquem os milagres do rol das provas sobre que se pretende fundar a divindade da pessoa de Cristo" (Obras Póstumas, p.126).
O Espiritismo nega a divindade de Jesus: "Segundo definição dada por um espírito ele (Jesus) era um médium de Deus". ( A Gênese, p. 311).
Ou vai me dizer que estou equivocado em meus argumentos e que o espiritismo não nega que Jesus redimiu nossos pecados?

Deus nos abençoe!

Anônimo disse...

Sou espírita, mas sinceramente, achei esse filme muito piegas. Deixou a desejar.

Anônimo disse...

Simplesmente marvilhoso. Parabéns ao cinema brasileiro e a toda equipe por esta grande produção. Aos que não acreditam, a semente foi lançada.

Consultoria RH disse...

Este blog é uma representação exata de competências. Eu gosto da sua recomendação. Um grande conceito que reflete os pensamentos do escritor. Consultoria RH